Famosos Que Você Pensava Serem Brasileiros, Mas Não São

Estamos tão acostumados a ver o rostinho das nossas estrelas preferidas e diversos outros famosos no mundo do entretenimento e mesmo de outras áreas, que às vezes esquecemos de pesquisar alguns detalhes básicos sobre elas.

Há muitas celebridades, por exemplo, que não nasceram no Brasil, mas já são tão conhecidas por aqui que a gente acredita de pés juntos que são brasileiras mesmo! E isso acontece em todas as áreas, afinal, o Brasil é um país que foi feito por imigrantes, não é mesmo? Veja a seguir uma lista super legal com alguns “estrangeiros” que você provavelmente não sabia.

Giullia Buscacio

Giullia Buscacio
Reprodução/OGlobo
Reprodução/OGlobo

Apesar de falar português com sotaque brasileiro, a atriz Giullia Buscacio, que viveu a Isabel em Éramos Seis, é portuguesa. A jovem nasceu no Funchal, capital da Ilha da Madeira, enquanto seu pai, o atacante brasileiro Júlio César Vieira (Julinho), jogava no time de futebol Club Sport Marítimo. Ela veio morar no Brasil aos dez anos de idade.

Antes de se mudar para o Brasil, aos 10 anos de idade, ela também morou na Coreia do Sul. Sua estreia na televisão ocorreu no ano de 2009, com apenas 12 anos, na série A Lei e o Crime, da Record, mas ficou conhecida por seus papéis em Velhos Chico, Novo Mundo e O Sétimo Guardião.

Charles Paraventi

Charles Paraventi
Reprodução/Metro
Reprodução/Metro

Charles Adrian Paraventi Essabba fez um personagem que marcou a novela Malhação: o Professor Afrânio, mas você sabia que ele nasceu nos Estados Unidos? E foi na cidade de Nova York mesmo que sua carreira começou, quando fazia shows de mágica aos 5 anos, em um clube de brasileiros, tendo como assistente a própria mãe. Ainda criança, participou de várias peças de teatro infantil. O ator veio para o Brasil aos 17 anos, entrou em um curso de teatro no Rio de Janeiro alguns anos depois.

Entre 2002 e 2003, ele gravou diversos vídeos para uma escola de idiomas.

Sophie Charlotte

Sophie Charlotte
Roberto Filho/Getty Images
Roberto Filho/Getty Images

O pai de Sophie Charlotte, o cabeleireiro brasileiro José Mário da Silve, natural do estado do Pará, estava fazendo um curso na Alemanha quando conheceu a bióloga alemã Renate Wolf. A atriz cujo nome completo é Sophie Charlotte Wolf Silva Oliveira, nasceu em Hamburgo em 1989 – no mesmo ano em que caiu o Muro de Berlim e viveu no país europeu até os sete anos.

Pouca gente sabe, mas Sophie foi a ganhadora do prêmio Sorriso do Ano, dado pela Sociedade Brasileira de Odontologia Estética. Tornou-se mais conhecida por seu papel como Angelina Maciel na décima quinta temporada de Malhação.

Gisele Itié

Gisele Itié
Fernanda Calfat/Getty Images
Fernanda Calfat/Getty Images

A atriz Giselle Itié, conhecida por atuar em novelas como Esperança, Começar de Novo e Bela, a Feia, nasceu no Méxicomais precisamente, na capital, a Cidade do México. A atriz veio para o Brasil quando tinha apenas quatro anos de idade. O que mais chama a atenção é que o motivo para a mudança de país foi o grande terremoto de 1985 que abalou a cidade deixando um saldo de cerca de 10 mil mortes

Giselle recebeu uma homenagem da Assembleia Legislativa do Espírito Santo pelo trabalho em Os Dez Mandamentos no ano de 2015.

Luiz Gustavo

Luiz-Gustavo
Reprodução/TVGlobo
Reprodução/TVGlobo

O ator Luís Gustavo Sánchez Blanco, apesar de aparentar um jeitinho tipicamente brasileiro, nasceu na Suécia e veio para o Brasil quando ainda era criança. Ele lembrado para sempre como o atrapalhado detetive Mário Fofoca da novela Elas por Elas, ou como o Paulo – o pai de Deborah Secco, Maria Mariana, Daniele Valente e Georgiana Góes em Confissões de Adolescente

Filho de um diplomata espanhol, Luis Gustavo veio para o Brasil quando criança e começou a trabalhar como contra-regra na extinta TV Tupi. Ele nasceu em 1934 na cidade de Gotemburgo.

Eva Todor

Eva Todor
Reprodução/OGlobo
Reprodução/OGlobo

Eva Todor nasceu em 1919 em Budapeste, na Hungria. Filha de judeus húngaros ligados ao meio artístico, a atriz acabou se mudando para o Brasil devido a dificuldades financeiras que a Europa enfrentava no período pós Primeira Guerra Mundial, mas seu trabalho nos palcos começou na Ópera Real de Budapeste.

Por aqui, teve uma vasta carreira na televisão e viveu grandes personagens, como a Josefa de O Cravo e a Rosa e a miss Jane em América. A atriz infelizmente faleceu em dezembro de 2017, aos 98 anos. Deixando um vasto currículo no teatro, cinema e televisão ao longo de 80 anos de carreira.

Fernando Meligeni

Fernando Meligeni
Craig Jones/Getty Image
Craig Jones/Getty Image

O ex-tenista e atual comentarista Fernando Meligeni nasceu em Buenos Aires, na Argentina. Também conhecido Fininho e considerado um dos 10 maiores tenistas brasileiros da Era Aberta, Fernando se mudou com a família para São Paulo quando tinha apenas quatro anos de idade. Interessante saber que Fernando se tornou jogador profissional aos 19 anos, época em que optou pela nacionalidade brasileira.

Meligeni ganhou fama e reconhecimento vencendo tenistas consagrados como Pete Sampras, David Nalbandián, Carlos Moyá, Andy Roddick, entre outros. Após encerrar a carreira, Fininho foi presença marcante em todos os eventos relacionados ao tênis brasileiro. Graças ao seu carisma, ele conquistou fãs dentro e fora das quadras.

Giulia Gam

Giulia Gam
Reprodução/Instagram
Reprodução/Instagram

Giulia Daysi Gam nasceu em Perúgia, Itália em 1966, por ocasião da realização de um curso do pai, José Carlos Gam Heuss, um engenheiro nascido no Brasil, mas filho de dinamarqueses. Enquanto sua mãe, era uma brasileira natural de Penápolis, que estudava psicologia na Universidade de Sorbonne.

É conhecida por seus personagens Luisa em O Primo Basílio, Aline em Que Rei Sou Eu?, Linda Inês em Fera Ferida, Flor na minissérie Dona Flor e Seus Dois Maridos, Heloísa em Mulheres Apaixonadas, Bárbara Ellen em Sangue Bom e a vilã Carlota de Boogie Oogie.

Sérgio Hondjakoff

Sérgio Hondjakoff
Reprodução/Web
Reprodução/Web

Você se lembra do ator Sérgio Hondjakoff? O eterno Cabeção, de Malhação, nasceu em 1984 na cidade de Nova York, nos Estados Unidos. Após sumir das telinhas brasileiras, ele passou um período em sua cidade natal e chegou a trabalhar como caixa de restaurante por lá.

Sérgio começou a carreira aos quatro anos de idade, atuando em comerciais e fotos publicitárias. Aos sete anos participou da Escolinha do Professor Raimundo como filho do Rolando Lero e substituiu um ator na peça República das Saúvas sem ensaiar ao menos uma vez, fazendo sua estréia no mundo do teatro.

Carmem Miranda

Carmem Miranda
Hulton Archive/Getty Images
Hulton Archive/Getty Images

Maria do Carmo Miranda da Cunha nasceu em Marco de Canaveses, Portugal no ano de 1909. Ficou mais conhecida como Carmen Miranda e se radicou no Brasil onde trabalhou no rádio, no teatro de revista, no cinema e na televisão. Foi considerada pela revista Rolling Stone como a 15ª maior voz da música brasileira, sendo um ícone e símbolo internacional do Brasil no exterior.

Em 20 anos de carreira ela deixou sua voz registrada em 279 gravações somente no Brasil e mais 34 nos EUA, num total de 313 canções. Um museu foi construído mais tarde no Rio de Janeiro, em sua homenagem.

Chico Díaz

Chico Díaz
Reprodução/Jornal do Brasil
Reprodução/Jornal do Brasil

Francisco Díaz Rocha é nascido na Cidade do México e criado em Lima, no Peru, chegou ao Brasil, mais especificamente ao Rio de Janeiro, em 1969, aos dez anos de idade, onde vive até os dias atuais. É irmão do também ator Enrique Díaz e é casado com a atriz Silvia Buarque.

Formado em arquitetura e urbanismo pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, começou a fazer teatro aos 14 anos. No final da década de 70, criou o grupo Manhas e Manias ao lado dos atores Pedro Cardoso, Andréa Beltrão e Débora Bloch.

Elke Maravilha

Elke Maravilha
Luciana Whitaker/LatinContent via Getty Images
Luciana Whitaker/LatinContent via Getty Images

A saudosa Elke Maravilha nasceu em São Petersburgo, na Rússia, que na época soviética se chamava Leningrado. A artista veio para o Brasil quando tinha apenas seis anos, pois sua família sofria perseguições políticas. Ela fez um enorme sucesso com suas perucas e roupas ousadas durante os anos 70 e 80.

Elke começou sua carreira como modelo, mas logo ganhou fama como jurada de programas de auditório, conhecida pelo seu estilo extravagante. A artista morreu em 2016, na época em que encenava uma peça de teatro musical que contava a sua história de vida.

Enrique Díaz

Enrique Diaz
Alexandre Loureiro/Getty Images
Alexandre Loureiro/Getty Images

Há pouco falamos de Chico Díaz e comentamos que ele viveu em Lima no Peru, lembra? Pois lá, em 1967, nasceu seu irmão, Enrique Díaz Rocha. Por conta do pai, o diplomata paraguaio, Juan Díaz Bordenave, os dois – e mais três irmãos – têm nacionalidade paraguaia.

Enrique, que além de ator também é diretor, viveu o polêmico Cláudio, na minissérie Felizes para Sempre? Foi um dos fundadores da Companhia dos Atores, que dirigiu desde 1990 até 2012. Durante sua carreira, já faturou 5 prêmios de melhor diretor, dois de melhor ator, fora as indicações.

Alexia Dechamps

alexia_dechamps_ site
Reprodução/OGlobo
Reprodução/OGlobo

Alexia Dechamps, atriz que anda um pouco sumida, nasceu em Buenos Aires, na Argentina. Ela se mudou para o Brasil ainda pequena e foi criada em Búzios, no litoral do Rio de Janeiro.

A carreira artística começou com a seleção para campanha da Calvin Klein, na qual participaram 300 pessoas – entre elas, Malu Mader e Maurício Mattar. Alta e esbelta, passou a trabalhar com grandes nomes da fotografia brasileira como J.R. Duran e Bob Wolfenson. Sua estreia como atriz na televisão, ocorreu em 1991 com a telenovela O Dono do Mundo, de Gilberto Braga. Logo em seguida, Alexia teve trabalhos de destaque, participando de produções consagradas como Pátria Minha e História de Amor de Manoel Carlos.

Sílvia Buarque

silvia-buarque-esta-internada
Reprodução/Web
Reprodução/Web

Sílvia Severo Buarque de Hollanda Díaz nasceu em Roma, na Itália. Isso porque seus pais, o cantor Chico Buarque e a atriz Marieta Severo, deixaram o Brasil durante o período da ditadura militar num “autoexílio” voluntário.

Ela é casada com Chico Diaz e participou de telenovelas como Perigosas Peruas onde interpretou a “descolada” Maria Doida, América onde interpretou a “Maria-Breteira” Ellis Maria e em Caminho das Índias, na qual interpretou a professora Berê, todas telenovelas da Rede Globo. Seu padrinho de batismo foi o poeta e diplomata Vinícius de Moraes.

Clarice Lispector

clarice-lispector
Reprodução/R7
Reprodução/R7

Clarice Lispector, nascida Chaya Pinkhasovna Lispector, nasceu em uma família judaica russa que perdeu suas rendas com a Guerra Civil Russa e se viu obrigada a emigrar em decorrência da perseguição a judeus, à época, a qual resultou em diversos extermínios em massa. A futura escritora chegou ao Brasil, ainda pequena, em 1922, com seus pais e duas irmãs.

Clarice dizia não ter nenhuma ligação com a Ucrânia: “Naquela terra eu literalmente nunca pisei: fui carregada no colo” e que sua verdadeira pátria era o Brasil. Inicialmente, a família passou um breve período em Maceió, até se mudar para o Recife, onde Clarice cresceu. Aos quatorze anos de idade transferiu-se com o pai e as irmãs para o Rio de Janeiro.

Jacqueline Laurence

jacqueline-laurence-704x376
Reprodução/TVGlobo
Reprodução/TVGlobo

A atriz Jacqueline Juliette Laurence nasceu em Marselha, na França em outubro de 1932. A atriz se se mudou para o Brasil ainda adolescente para acompanhar o pai, que era jornalista. Entre 1955 e 1957, participou da primeira turma da FBT (Fundação Brasileira de Teatro), ingressando posteriormente em O Tablado e A Comunidade.

Depois de passar quase toda a sua carreira de atriz na Rede Globo, atuando em novelas como Bambolê, Top Model e Babilônia, em 2010 foi contratada pela Rede Record para atuar na telenovela Ribeirão do Tempo. Sua passagem pela emissora, porém, foi breve. Logo em 2011, assinou um novo contrato com a Rede Globo para atuar na telenovela Aquele Beijo de Miguel Falabella.

Christine Fernandes

christine_323475_36
Reprodução/Instagram
Reprodução/Instagram

Filha de Maria Helena e Antônio Fernandes, Christine Fernandes Alves nasceu e viveu nos Estados Unidos até os 3 anos, o que lhe garantiu a dupla nacionalidade americana e brasileira. Sua família se mudou para o Rio de Janeiro em 1972. E você sabia que dos treze aos dezesseis anos foi jogadora de voleibol?

E olha só que legal! Em 1984, aos 16 anos, foi abordada por um profissional de uma agência de moda que a convidou para fazer um teste de fotogenia, se tornando modelo naquele ano. No ano seguinte se mudou para os Estados Unidos, em 1992, mudou-se para o Japão e retornou ao Brasil para cursar teatro pela Oficina de Atores da Globo, em 1994.

André Barros

andre
Reprodução
Reprodução

Você sabia que o ator e diretor André Barros nasceu em Santiago, no Chile? Isso mesmo! Ele é filho do jornalista e político Artur da Távola, que estava exilado no Chile quando André nasceu.

Já no Brasil, ele ficou conhecido nacionalmente depois de participar de algumas novelas da Rede Globo, como “Força de um Desejo” (1999-2000) e “Celebridade” (2003-2004), ambas do famoso autor Gilberto Braga.

João Camargo

totia-meireles-joao-camargo
Divulgação Globo
Divulgação Globo

Mais um grande artista que muitos acreditam ter nascido no Brasil. Na verdade, o ator João Camargo nasceu em 1960 na Basileia, a terceira maior cidade da Suíça. Porém, ele veio ainda pequeno para o Brasil e foi aqui que ficou famoso pela sua arte.

Entre seus personagens principais na dramaturgia estão o de Gildo, de “Um Anjo Caiu do Céu”, o Padre Zeca de “Uga Uga” e o Freitas de “Vale Tudo”.

Confira a seguir outras celebridades que não nasceram no Brasil, mas têm uma forte ligação com o nosso país!

Ricardo Pereira

Ricardo Pereira
Divulgação/Globo
Divulgação/Globo

Ricardo Pereira nasceu em Portugal, mas também consolidou sua carreira artística no Brasil. Sua primeira novela no nosso país foi “Como Uma Onda”, exibida em 2004. Desde então, ele já fez diversos personagens na Rede Globo, interpretando tanto brasileiros quanto portugueses. No seu currículo estão novelas como “Negócio da China”, “Insensato Coração”, “Liberdade, Liberdade”, “Novo Mundo”, “Deus Salve o Rei” e “Éramos Seis”.

A ligação do ator com o Brasil é tão grande que os dois filhos dele nasceram aqui. Frutos de seu relacionamento com Francisca Ramalho, os pequenos Vicente e Francisca são naturais do Rio de Janeiro.

Paulo Rocha

paulo
Reprodução/Globo
Reprodução/Globo

Paulo Rocha já era um astro da TV portuguesa, quando veio ao Brasil para fazer a novela “Fina Estampa” (2011). O convite foi feito pelo autor da novela, Aguinaldo Silva, que gostou de sua atuação na novela portuguesa “Vingança”.

O sucesso como Guaracy foi tanto que, no ano seguinte, ele recebeu o convite do autor Silvio de Abreu para atuar na novela “Guerra dos Sexos”. Em 2014, ele fez parte do elenco de “Império” e, um ano mais tarde, foi Dino em “Totalmente Demais”. Depois, atuou ainda a novela “Novo Mundo”. Com tantas novelas brasileiras no currículo, o ator já pode ser considerado brasileiro, né?

Pedro Carvalho

Pedro Carvalho
Divulgação/Globo
Divulgação/Globo

Mais um ator português que tem uma forte ligação com o Brasil. Pedro Carvalho iniciou sua trajetória em território nacional ao interpretar Miguel, um dos protagonistas de “Escrava Mãe” (2016), da Record TV. No início, Pedro adotou a ponte aérea internacional, mas resolveu fixar residência no Brasil quando foi chamado pela TV Globo para atuar em “O Outro Lado do Paraíso”. Hoje, ele se considera um apaixonado pelo nosso país e tem planos de seguir trabalhando na televisão brasileira.

“Sou muito apaixonado pelo Brasil, pela tradição brasileira. Posso dizer que em um braço corre sangue português e no outro corre sangue brasileiro (risos). Tenho residência nos dois países e pretendo continuar assim, firmando minha carreira aqui”, disse o ator em entrevista ao “Gshow”.

Camila Mendes

GettyImages-1221053471
Toni Anne Barson/WireImage/Getty
Toni Anne Barson/WireImage/Getty

Conhecida pelo papel de Veronica Lodge na série “Riverdale”, a atriz Camila Mendes nasceu nos Estados Unidos, mas é filha de pais brasileiros, Gisele e Victor Mendes. Ela chegou a morar no Brasil por um ano, quando ainda era criança.

Hoje ela vive em solo americano, mas mantém um vínculo forte com o nosso país. Camila fala português fluentemente e vem visitar a família, que mora em Brasília, com frequência.

Laura Pausini

Laura Pausini
Divulgação/Globo
Divulgação/Globo

A cantora italiana Laura Pausini pisou no Brasil pela primeira vez em 1993. Desde então, ela passou a frequentar o país com certa frequência e já fez algumas parcerias com artistas brasileiros.

“A primeira vez que eu fui no Brasil, fiquei muito impressionada. A minha melhor amiga do Brasil, chamada Carolina Leal, diz que em outra vida eu era uma brasileira [risos]. Até no corpo, eu queria ser mais brasileira. Gostaria de ter um belo popozão do Brasil [risos]”, disse Laura, que fala português, em entrevista ao “R7”

Hailey Baldwin

GettyImages-1208657527
Dominique Charriau/WireImage/Getty
Dominique Charriau/WireImage/Getty

Além de ser uma modelo super conhecida, Hailey Baldwin também é casada com ninguém menos do que Justin Bieber. O que poucos sabem é que ela tem sangue brasileiro nas veias. Sim, você não leu errado.

Hailey Baldwin é filha da designer gráfica brasileira Kennya Deodato Baldwin com o ator americano Stephen Baldwin. Ela gosta tanto do Brasil que até tatuou a palavra “Minas Gerais” em homenagem à sua avó, que nasceu no estado brasileiro.

Alfred Enoch

GettyImages-644722272
Leon Bennett/Getty Images for Essence
Leon Bennett/Getty Images for Essence

O ator Alfred Enoch nasceu na Inglaterra, mas é filho de Etheline Lewis, uma médica brasileira. Embora não tenha crescido aqui, o astro da série “How to Get Away With Murder” fala português fluentemente (com direito a sotaque e malemolência cariocas) e se sente completamente em casa no Brasil.

“É até um assunto engraçado. Um dia, estava num churrasco em família e minha tia falou: ‘Ah, mas você não é brasileiro’. E eu: ‘Como assim, tia?’ Ela disse que eu era britânico porque nasci lá. Mas identidade não é uma coisa tão simples. Eu me considero brasileiro, mas comecei a me perguntar se realmente tenho direito de dizer isso, se até a minha tia diz que não!”, disse o ator em entrevista ao jornal “O Globo”. Recentemente, Alfred Enoch gravou seu primeiro filme brasileiro. Ele atuou em “Medida provisória”, que marca também a estreia de Lázaro Ramos na direção.

Vincent Cassel

GettyImages-1210709464
Axelle/Bauer-Griffin/FilmMagic/Getty
Axelle/Bauer-Griffin/FilmMagic/Getty

O astro francês Vincent Cassel é conhecido por ter uma grande identificação com o Brasil. Desde 2013, o ator mora no Rio de Janeiro, inicialmente no Arpoador (até então com a italiana Monica Bellucci) e, após a separação, no morro do Vidigal.

Conhecido mundialmente por sua atuação em “Cisne Negro” (2010), Vincent Cassel já trabalhou em uma produção brasileira. Ele protagonizou o filme “O Filme da Minha Vida”, de Selton Mello.

Maria João

Maria João
Reprodução/Globo
Reprodução/Globo

Maria João também tem um rosto familiar para nós brasileiros. Isso porque ela já participou de novelas famosas no Brasil. A atriz portuguesa estreou em “O Clone” (2001) e no ano seguinte fez “Sabor da Paixão”.

Depois, a artista ficou cerca de dez anos sem trabalhar no Brasil, até que voltou para viver Diana em “Boogie Oogie” (2014) e, mais recentemente, interpretou a desenhista portuguesa Letícia na novela “Novo Mundo”. Atualmente, ela está em Portugal, passando a quarentena por lá, mesmo assim sua ligação com o Brasil é forte.

Jordana Brewster

GettyImages-1085423404
Axelle/Bauer-Griffin/FilmMagic/Getty
Axelle/Bauer-Griffin/FilmMagic/Getty

Conhecida por ter atuado no filme “Velozes e Furiosos” e na série “Máquina Mortífera”, Jordana Brewster tem descendência brasileira. A atriz é filha de Maria João Brewster, uma famosa modelo brasileira dos anos 70.

Jordana Brewster nasceu no Panamá nos anos 80, morou no Rio de Janeiro no início de sua infância antes de se mudar com a família aos 10 anos para os Estados Unidos, onde vive desde então.

Joana Solnado

Joana Solnado
Divulgação/Globo
Divulgação/Globo

Joana Solnado é mais uma “gringa” que se considera brasileira. Já com uma carreira consolidada em Portugal, ela veio em busca de sucesso no Brasil e estreou com tudo em “Como Uma Onda”. Depois, ela atuou nas novelas “Liberdade, Liberdade” eNovo Mundo“. E seu amor só cresceu desde então…

“Eu sou encantada pelo Brasil, sempre fui. Cresci ouvindo Tom Jobim, Elis Regina e João Gilberto. Meu pai é pianista e minha mãe era cantora na época, tudo me remetia ao Brasil. Tenho uma carreira consolidada em Portugal, mas esse desbravar é muito gostoso”, disse em entrevista à “Marie Claire”. “Nasci em Portugal, mas tenho sangue brasileiro”, completou.

Shakira

GettyImages-452103416
Ian MacNicol/Getty Images
Ian MacNicol/Getty Images

Sempre que vem ao Brasil, Shakira faz questão de ressaltar a importância que o nosso país teve para a sua carreira. Entre 1996 e 1997, embalada pelo hit “Estoy Aqui”, a colombiana realizou 23 shows em diversas cidades. Na épica, ela ainda não era tão famosa com hoje. E ela ficou tão brasileira que chegou a gravar três faixas de ‘Pies Decalzos’ em português. Aliás, você sabia que ela considera o português seu segundo idioma?

“Poderia dizer que o Brasil foi determinante na minha história musical. E sim, eu adoro o idioma, eu adoro a cultura e, cada vez que eu volto, eu me sinto como se estivesse em casa“, disse a cantora, em entrevista ao “Jornal Hoje”, da TV Globo. “Aprendi o português quando eu tinha 18 anos, em um mês, super rápido, fazendo turnês aqui no Brasil. Eu conheço o Brasil muito bem“, completou.

Matthew McConaughey

GettyImages-588304504
Phil Walter/Getty Images/Getty
Phil Walter/Getty Images/Getty

Podemos dizer que o ator Matthew McConaughey é praticamente um brasileiro. Casado com a apresentadora e atriz Camila Alves, ele costuma visitar o Brasil com certa frequência e, inclusive, já mostrou conhecer bastante sobre a nossa cultura.

Em certa ocasião, ele disse gostar muito de feijoada e ainda revelou acompanhar as novelas daqui. O ator norte-americano também já marcou presença na Sapucaí em alguns Carnavais ao lado da esposa brasileira.

Mick Jagger

GettyImages-451867268
Jean Catuffe/Getty Images
Jean Catuffe/Getty Images

O músico Mick Jagger não mora aqui, mas é visto frequentemente em terras brasileiras. Desde 1968, quando esteve no Brasil pela primeira vez, ele já voltou inúmeras vezes para shows e eventos.

Vale lembrar que o líder da banda Rolling Stones teve um relacionamento com a apresentadora Luciana Gimenez, com quem teve um filho, Lucas. Pai e filho, inclusive, foram vistos juntos nos jogos da Copa do Mundo de 2014.

Maiara Walsh

GettyImages-492179328
Robert Marquardt/Getty Images
Robert Marquardt/Getty Images

Famosa por seu papel de Meena Paroom, na série “Cory Na Casa Branca”, a atriz Maiara Walsh anos é filha de uma brasileira e morou no país por quase 10 anos. A atriz também já atuou em “Meninas Malvadas 2” e na série “Desperate Housewives”.

“Cresci entre essas duas culturas. Vim para São Paulo com 1 ano, voltei para lá (Estados Unidos) com 3 ou 4, mas todo ano eu viajava para o Brasil para passar o verão com minha família. Adoro ir para a casa da minha avó Vilma e comer o feijãozinho dela”, disse em entrevista reproduzida pelo “Extra”.

Camilla Belle

GettyImages-1078541986
Emma McIntyre/Getty Images
Emma McIntyre/Getty Images

A atriz norte-americana Camilla Belle é naturalizada brasileira. Filha de um empresário americano e uma estilista brasileira, atuou em filmes como “Jurassic Park”, “O Mundo de Jack e Rose” e “O Preço do Silêncio”. Camila fala português perfeitamente e visita o Brasil com frequência.

“Venho para cá todos os anos, desde pequena. A família da minha mãe toda mora por aqui. Falo só em português com eles. Acho até que sou mais brasileira do que gringa (risos). Adoro a cultura, a música, a comida. Cresci em uma casa bem brasileira. Acho que tenho uma energia que só os brasileiros têm”, disse em entrevista ao “Glamurama”.

Sky Ferreira

GettyImages-697034986
Axelle/Bauer-Griffin/FilmMagic/Getty
Axelle/Bauer-Griffin/FilmMagic/Getty

Naturalizada norte-americana, a cantora e compositora Sky Ferreira é filha de pai brasileiro e mãe americana. Por isso, ela tem um sobrenome tão familiar para nós brasileiros. Porém, apesar de ter familiares brasileiros e já ter se apresentado no Brasil, ela não fala português. Diferente da próxima famosa da nossa lista… Confira mais detalhes sobre quem estamos falando a seguir.

Kaya Scodelario

GettyImages-906929348
Jerritt Clark/Getty Images
Jerritt Clark/Getty Images

Uma das estrelas de “Maze Runner: Prova de Fogo”, Kaya é quase uma brasileira. Quem não conhece a história da atriz até se assusta ao ver ela falando português quase perfeito. Mas ela aprendeu a nossa língua por ser filha da brasileira Katia Scodelario com o britânico Roger Humphrey. Quando os dois se divorciaram, Kaya foi criada pela mãe e passou a aprender português e se aproximar da família materna no Brasil. Inclusive, ela costuma passar algumas férias em Itu, interior de São Paulo.

Jaime Camil

GettyImages-1174336192
Rich Polk/Getty Images for Universal Studios Hollywood
Rich Polk/Getty Images for Universal Studios Hollywood

Jaime Camil conquistou os fãs de novelas mexicanas com o papel de Fernando Mendiola na novela “A Feia Mais Bela”. O que poucos sabem é que, assim como Kaya Scodelario, o ator mexicano também é filho de uma brasileira! Sim, ele tem sangue brasileiro e considera o Brasil sua “segunda terra”.

O artista é filho de um empresário mexicano e de uma ex-cantora e artista plástica brasileira. Camil fala fluentemente três línguas além do espanhol: o português, o inglês e o francês.