Uma Fazenda Abandonada Em Long Island Ficou Intocada Por Quarenta Anos… Até Agora

Toda casa tem uma história para contar. Algumas casas cumprimentam hóspedes e famílias com essas histórias no dia-a-dia. Outras permanecem intocadas por anos, esperando que suas histórias sejam finalmente contadas. A residência que você está prestes a conferir teve que esperar 40 anos para revelar seu passado.

A pessoa que finalmente teve o privilégio de conferir a história desta fazenda foi Bryan Sansivero. Ele recebeu permissão especial para entrar na casa abandonada e documentar sua história. O que ele encontrou o levará de volta a um tempo completamente diferente…

A comunidade nem sabia da casa

entry-19685
Bryan Sansivero
Bryan Sansivero

Bryan Sansivero, especialista em fotografar lugares abandonados, ficou surpreso com o fato de a fazenda estar tão bem escondida do olhar do público. O longo caminho que leva à casa afasta qualquer olhar curioso.

“É incrível como a casa estava escondida, mesmo estando cercada por uma comunidade movimentada”, compartilhou o fotógrafo. “Muitas pessoas aqui não faziam ideia de que a casa existia”, completou. Ele também disse que esta fazenda fez com que ele voltasse no tempo mais do que qualquer outra casa já explorada por ele.

Uma fachada antes impressionante, agora em ruínas

front-1-66490
Bryan Sansivero
Bryan Sansivero

Uma combinação de exposição ambiental e negligência a longo prazo deixou a casa vitoriana, outrora impressionante, em sério estado de decadência. Aqui, vemos a frente da casa principal, construída em 1860. O telhado está prestes a ceder e uma das colunas da casa já está no chão.

A propriedade de nove hectares também inclui uma smokehouse (casa de defumação), uma garagem, uma casa de leite, um celeiro de cavalos, um anexo para abrigar carruagens, um celeiro de ovelhas e quatro celeiros menores. “Espero que minhas fotos possam de alguma forma ajudar a restaurar uma casa tão bonita e historicamente significativa“, comentou Sansivero.

A casa foi construída antes da Guerra Civil Americana

shutters-24626
Bryan Sansivero
Bryan Sansivero

A fazenda está localizada no vilarejo de Commack, no Condado de Suffolk, Nova York. Commack é um “local designado pelo censo” que foi nomeado pelos nativos americanos Secatogue que costumavam morar lá. Cobrindo um total de 20 quilômetros quadrados, Commack é conhecida por seu solo fértil e terras arborizadas.

Hoje, quase toda a área é suburbana, o que torna a Marion Carll Farm muito mais exclusiva. A fazenda remonta a 1701, com a casa sendo construída pouco antes do início da Guerra Civil Americana.

Agora, vamos dar uma olhada lá dentro…

Anos de negligência cobraram seu preço, mas a casa está cheia de tesouros

wallpaper-2-54047
Bryan Sansivero
Bryan Sansivero

Sansivero fotografou a Marion Carll Farm em várias ocasiões, com acesso concedido pelas autoridades locais. “Cada vez que eu visitava (a fazenda), descobria mais itens e muitas antiguidades de valor inestimável”, relembrou o fotógrafo.

A casa parecia conter camadas e mais camadas de partes valiosas da história. Todas elas já foram removidas da propriedade, mas essas fotografias raras nos mostram como a propriedade ficou depois de permanecer abandonada por tantos anos.

Marion Carll não era apenas uma velha proprietária

shoes-64522
Bryan Sansivero
Bryan Sansivero

Quem foi Marion Carll? Ela era um pilar da comunidade e uma professora local respeitada. Ela formou a primeira Associação de Pais e Professores da área e uma escola de gramática local chegou a ser nomeada em sua homenagem em 1957.

Uma vez que a educação era uma parte tão importante da vida de Carll, fazia sentido que ela deixasse sua propriedade para a Diretoria e o Distrito Escolar de Commack, com a estipulação de que ela seria usada apenas para fins educacionais e históricos. Esses sapatos bordados encontrados em uma das camas da casa provavelmente eram de Carll.

Carll tentou preservar o passado

closet-10997
Bryan Sansivero
Bryan Sansivero

Como entusiasta da história, Marion Carll sempre tentou preservar o máximo possível as características do século XIX da fazenda e nunca fez um grande esforço para atualizar a casa para os padrões modernos. Como resultado, a propriedade está cheia de antiguidades e relíquias do passado.

“Embora tenha sido abandonada há 40 anos, quando Marion Carll faleceu, parecia que ela estava vivendo completamente em outro século”, analisou Sansivero.

A propriedade tem laços com Walt Whitman

photos-2-22595
Bryan Sansivero
Bryan Sansivero

Aqui está uma pilha de fotos que documentam a vida da família Carll. Um livro sobre a história local, “Huntington’s hidden past”, de Kerriann Flanagan Brosky, revela algumas informações interessantes sobre a propriedade da família.

“A terra em que a fazenda fica, na estrada de Commack, era originalmente habitada por membros da tribo indígena Secatougue. De acordo com um registrado de 1698, os índios transferiram parte do terreno para John Skidmore e John Whitman, trisavô do poeta Walt Whitman”, conta.

Próximo: Sansivero enfrentou algum perigo ao explorar a casa.

Perigo nas escadas

stairs-20356
Bryan Sansivero
Bryan Sansivero

Aqui vemos a escada principal, que deve ter sido uma grande visão quando a casa foi construída em 1860. Há outra escada na casa que leva ao porão. Este outro lance de escadas não estava em tão boas condições, relata Sansivero. E isso quase causou um grande acidente…

“Só estivemos no porão uma vez e não obtive nenhuma foto dele. As escadas desabaram quando estávamos subindo“, diz ele. Prédios abandonados, embora bonitos, podem ser muito perigosos para explorar.

Uma descoberta de tirar o fôlego no salão

music-62333
Bryan Sansivero
Bryan Sansivero

Tirando a poeira e os detritos acumulados, esta sala ainda representa bem a época em que Marion Carll morava na casa. Este piano esculpido deve ter tocado belas músicas ao longo dos anos.

Antes da tecnologia trazer o rádio e outros meios de tocar música, instrumentos como o piano eram uma grande parte da recreação doméstica e da vida social. As famílias se reuniam para ouvir e cantar juntas enquanto alguém entretinha a casa com seus talentos musicais.

Variedade de objetos históricos

bedside-table-72971
Bryan Sansivero
Bryan Sansivero

Várias garrafas de vidro estavam posicionadas em cima dos móveis quando Bryan Sansivero entrou para registar a casa. Garrafas antigas como essas agora são compradas por colecionadores que desejam possuir uma peça incomum do passado. Algumas continham remédios e outras guardavam produtos básicos, como a grande garrafa de azeite.

O livreto azul à esquerda diz: “Programa do Trigésimo Terceiro Torneio Anual Interestadual Sea Girt”. Esta competição foi realizada pela Association of American International Riflemen. O 33º evento teria ocorrido em 1926.

Parado no tempo

clock-21413
Bryan Sansivero
Bryan Sansivero

Este despertador coberto de teia de aranha tem seus ponteiros congelados no tempo às 2:54. Ao lado, repousa uma garrafa de vidro que antes continha a Amônia Doméstica de C. C. Parsons, um limpador popular na época.

Caçadores de tesouros que desejam investigar a propriedade Carll estão sem sorte. Depois que Sansivero documentou esses artefatos, a casa foi esvaziada. Além disso, a propriedade tem um forte sistema de segurança. “Os objetos de valor foram levados, e tanto a segurança quanto as câmeras vigiam agora a fazenda 24 horas por dia, sete dias por semana”, revelou ele.

Eis aqui o sótão

attic-94700
Bryan Sansivero
Bryan Sansivero

A fazenda não apenas possui um porão, como também tem áreas de armazenamento no sótão. Também há camas aqui, indicando que este cômodo também era usado para dormir – possivelmente pelos empregados da fazenda.

As paredes têm várias crinolinas feitas de arames de aço penduradas em ganchos especiais na parede. Esse estilo de saia de baixo tornou-se extremamente popular em toda a Europa e América do Norte depois de ser patenteado em abril de 1856. Os acessórios femininos parecem estar em ótimas condições, dada a idade.

Ainda retrato da vida do passado

teacup-12014
Bryan Sansivero
Bryan Sansivero

As flores artificiais deste arranjo doméstico mantiveram-se bem ao longo dos anos, suas cores ainda estão vibrantes e alegres. Uma xícara de chá repousa ao lado das flores como se estivesse esperando alguém se aproximar e tomar um gole.

Já a poltrona estofada não resistiu ao tempo, embora pareça que já foi um lugar confortável para se sentar e saborear uma xícara de chá. São cenas como essa que fizeram o fotógrafo Bryan Sansivero dizer: “Mais do que qualquer outra casa que eu explorei, essa foi completamente como voltar no tempo”.

A mesa de um educador ao longo da vida

desk-65534
Bryan Sansivero
Bryan Sansivero

Provavelmente era a mesa de Marion Carll. Nascida na fazenda em 1885, ela frequentou uma escola de classe única quando era criança. Depois, Carll cursou o ensino médio na Jamaica, Queens, antes de voltar para Commack e trabalhar na educação pelo resto de sua carreira.

Ela frequentemente convidava os alunos a visitar sua propriedade para aprender sobre a história local e a vida na fazenda. Uma escola de gramática de Commack foi renomeada como Marion E. Carll School em 1957. Como sabemos, Carll legou generosamente a fazenda ao distrito escolar de Commack.

Vários anexos no local

barn-96772
Bryan Sansivero
Bryan Sansivero

Há várias construções na fazenda de nove hectares, incluindo um banheiro externo (anexo), uma garagem, fumeiro, casa de leite, casa de carruagem, estábulo, celeiro de ovelhas e quatro celeiros menores.

Este é o interior de um dos celeiros. Bryan Sansivero diz que o equipamento agrícola antigo encontrado ali ajudou a mostrar a história da propriedade como uma fazenda agrícola. No testamento de Marion Carll, ela pediu especificamente que todas as dependências da fazenda fossem mantidas “como museus históricos.”

O que foi mantido neste cofre?

1
Bryan Sansivero
Bryan Sansivero

Um cofre trancado pode despertar curiosidade sobre seu conteúdo, e esse antigo do passado não é diferente. Foi fabricado pela Hall’s Safe Company, com sede em Cincinnati, fundada em 1800.

Este está gravado com o nome “A.J. McCarthy, D.D.S.” e uma pesquisa online indica que ele era um membro do corpo docente do Departamento de Odontologia da Universidade de Buffalo. Não está claro como o cofre acabou na fazenda.

Lareiras em toda a casa

2
Bryan Sansivero
Bryan Sansivero

Como era comum em casas construídas antes da disponibilização de aquecimento e resfriamento central, a residência Carll foi feita com lareiras em vários cômodos. Muitas delas ainda estão em ótimas condições, como esta lareira de mármore na sala de estar.

A lareira teria recebido calorosamente a pessoa que estava sentada naquele canto, lendo um livro ou conversando com uma boa companhia em uma noite fria de inverno. Se não fosse o papel de parede descascando das paredes, teríamos uma ideia clara de como era esta sala na época de Carll.

História em todos os cantos

china-97623
Bryan Sansivero
Bryan Sansivero

Sansivero disse: “esta casa em particular me marcou por causa da história que estava por toda parte”. Todos os cômodos possuíam um novo tesouro a ser descoberto, como essa louça chinesa azul e branca, ainda em condições notavelmente boas.

Existem vários outros objetos preciosos nesta cozinha, como uma lâmpada a óleo e uma chaleira antiga. O teto deste cômodo está bastante deteriorado, parecendo estar prestes a ruir completamente.

Algumas partes da fazenda estão melhor preservadas do que outras

hall-49732
Bryan Sansivero
Bryan Sansivero

Vimos um sótão mais cedo, e agora aqui está um corredor também localizado no nível superior da casa. Essa área da antiga residência provavelmente era usada para armazenamento e como acomodação para os funcionários da fazenda.

Pedaços inteiros do teto caíram, as paredes estão manchadas e os detritos cobrem o chão. Embora esteja bastante bagunçado, este corredor contém muitas pistas do passado.

Um olhar mais atento a outra lareira

mantle-50175
Bryan Sansivero
Bryan Sansivero

Nesta sala, uma mulher de vestido espia através de um retrato empoleirado colocado sobre uma lareira bem preservada. Dois retratos adicionais adornam as paredes: um de uma criança pendurada à esquerda e outro com uma criança e um cachorro à direita.

Uma xícara de chá repousa sobre a lareira como se tivesse sido colocada ali por alguém de passagem. Esta foto também oferece um vislumbre de alguns cabos da lâmpada, sendo a eletricidade uma das poucas conveniências modernas usufruídas por Carll durante seus anos aqui.