Um Animal Extremamente Raro Aparece no Quintal De Uma Família e Pede Ajuda

Imagine entrar em seu quintal e encontrar um animal estranho e incomum. O que você faria? Isso aconteceu com uma família inglesa. Quando o pai saiu para brincar com o seu filho no pátio, ele se deparou com uma criatura misteriosa olhando para eles e ficou sem saber o que fazer.

Depois do susto inicial, ele contou com a ajuda de sua esposa e descobriu algo extraordinário sobre aquela criatura. Continue lendo para saber qual animal raro eles encontraram no quinta de casa e como lidaram com isso.

Um animal estranho no quintal

Slate walkway with sprinkler system watering lawn, Forest Hills, Queens, NY
Lindsey Nicholson/Education Images/Universal Images Group via Getty Images
Lindsey Nicholson/Education Images/Universal Images Group via Getty Images

Era um sábado de outono quando o engenheiro David Scott foi para o quintal de sua casa com objetivo de brincar com o seu filho. No entanto, logo quando abriu a porta, ele viu um animal estranho parado próximo da casa, olhando fixamente para eles.

Esta criatura era toda preta e peluda. Mas o homem não tinha ideia que estava olhando para um animal raro que poucos têm a sorte de ver na Inglaterra!

Um tremendo susto

Hosepipe Ban Looms In Drought-hit Britain
John Keeble/Getty Images
John Keeble/Getty Images

Em um primeiro momento, David pensou que estava diante de uma sombra em movimento, mas então percebeu que na verdade era um animal preto andando pela grama de seu pátio. Sem conseguir identificar o animal, ele puxou seu filho rapidamente para dentro da casa e começou a gritar o nome de sua esposa.

Anna McArdle, parceira de David e mãe da criança, relembrou em uma entrevista ao “Independent” como foi a reação do marido. “Ele tinha saído com o bebê e eu o ouvi gritando que havia um animal selvagem no pátio”, disse Anna. “Ele ficou um pouco em pânico com isso”, completou.

Um animal nada comum

Brood X Cicadas Emerge After 17 Years Underground
Chip Somodevilla/Getty Images)
Chip Somodevilla/Getty Images)

Assustada com a reação do marido, Anna foi até o quintal verificar o que estava acontecendo. Quando ela abriu a porta, o estranho animal estava sentado sob uma mesa. Mas a maneira como ele estava posicionado tornava difícil identificá-lo.

O animal parecia um cachorro preto, mas com uma cauda bem mais espessa. “No início pensei que fosse um cachorro, já que estava sentado embaixo da mesa”, disse Anna. Então, a criatura se levantou e foi quando Anna percebeu que não era um cachorro.

Seria um animal selvagem?

martin-knize-JjT_7MwREm4-unsplash-1-46385
Unsplash/Martin Knize
Unsplash/Martin Knize

O animal também ficou assustado com a situação em um primeiro momento, mas logo se mostrou bastante confortável em estar perto da família de Anna. O estranho visitante não saiu correndo ao se deparar com o casal e seu filho. Em vez disso, ele chegou mais perto da casa!

Era como se o animal estivesse acostumado com pessoas. Seria possível que aquela estranha criatura não fosse selvagem? Sem saber se estavam realmente seguros, Anna e o marido acharam melhor levar o filho para dentro de casa. Mas o animal não deixou o pátio nem assim…

A misteriosa criatura parecia confortável perto dos humanos

Muitos animais selvagens costumam recuar quando encontram um humano, mas aquele animal não parecia se importar com a presença da família, muito pelo contrário. Em vez de se esconder atrás dos arbustos ou da cama elástica, o animal se aproximou da casa.

Depois que a família entrou, a estranha criatura ficou parada na porta dos fundos. Parecia que queria entrar. O animal não parecia ameaçador, mas isso não foi suficiente para o casal confiar naquela criatura desconhecida.

Buscando respostas

Apps
Soeren Stache/picture alliance via Getty Images
Soeren Stache/picture alliance via Getty Images

Para obter ajuda, o casal recorreu ao que parecia ser um lugar improvável – o Facebook. Anna McArdle estava muito confusa com a situação. Ela não tinha ideia de como proceder com aquele animal de espécie desconhecida.

Ela só sabia que o animal não poderia ficar no seu quintal para sempre, mas também estava preocupada com a sua segurança. Então, ela tirou fotos do animal e pediu ajuda nas redes sociais. A misteriosa criatura despertou o interesse de toneladas de estranhos, e em pouco tempo a postagem se tornou viral!

Era arriscado deixar aquele animal lá

Skinningrove Fireworks And Bonfire
Ian Forsyth/Getty Images
Ian Forsyth/Getty Images

Era o fim de semana antes de 5 de novembro, também conhecido como “Fireworks Night” (noite de fogos de artifício) ou “Guy Fawkes Night” (noite de Guy Fawkes). Naquela noite, fogos de artifício explodiriam em todo o Reino Unido. O show assustaria a maioria dos animais, incluindo o visitante tímido, mas aparentemente amigável, que estava habitando o quintal de David e Anna. Então, eles precisavam agir rápido. Felizmente, algumas horas após a postagem, o casal obteve uma resposta positiva.

Eles encontraram uma ajuda especializada

An Royal Society for the Prevention of C
EDMOND TERAKOPIAN/AFP via Getty Images
EDMOND TERAKOPIAN/AFP via Getty Images

Embora muitas pessoas tenham respondido à postagem de Anna no Facebook, uma resposta se destacou. Era da Royal Society for the Prevention of Cruelty to Animals (RSPCA), e eles tinham algumas notícias surpreendentes para Anna.

Desde 1824, a RSPCA cuida de animais em todo o Reino Unido. Só em 2017, a instituição de caridade investigou mais de 141 mil denúncias de crueldade e resgatou 114.584 animais. Como a maior organização de bem-estar animal do mundo, a RSPCA estava totalmente equipada para lidar com a situação de Anna.

Mais perto de uma resposta

Foot and Mouth outbreak
Gareth Fuller – PA Images/PA Images via Getty Images
Gareth Fuller – PA Images/PA Images via Getty Images

Não é todo dia que você acorda com um animal desconhecido se sentindo em casa no seu quintal. Não é mesmo? No início, Anna McArdle pensou que se tratava apenas de um cachorro perdido, mas então ela deu uma boa olhada na cauda do animal.

A cauda espessa era claramente diferente de qualquer cachorro que ela já tinha visto. Sua postagem no Facebook ajudou a inspetora da RSPCA Amanda Lovett a identificar exatamente que animal era aquele – mas até ela achou a resposta difícil de acreditar!

Era uma raposa rara!

Silver fox (Vulpes vulpes)
Philippe Clement/Arterra/Universal Images Group via Getty Images
Philippe Clement/Arterra/Universal Images Group via Getty Images

De acordo com a RSPCA, o animal encontrado em Alsager, na Inglaterra, era uma raposa prateada. Essas raposas incrivelmente raras têm melanismo, o oposto do albinismo, no qual a pele de um animal fica preta. “Eu não sabia que existiam raposas negras”, disse Anna após desvendar o mistério com a ajuda da Sociedade Protetora dos Animais.

Embora uma em cada cinco raposas sejam negras nos Estados Unidos, na Europa essas raposas são muito mais raras devido à caça excessiva. Saiba mais sobre o problema a seguir!

A rara raposa prateada

Protesters March On Fur Free Friday
Matej Divizna/Getty Images
Matej Divizna/Getty Images

Geneticamente, a raposa prateada é igual à raposa laranja. Mas as raposas prateadas são incrivelmente raras, especialmente no Reino Unido, onde são frequentemente caçadas por conta da sua valiosa pele.

Na verdade, apenas cerca de 0,1% das raposas no Reino Unido são dessa cor. Infelizmente, a maioria das raposas prateadas é criada em cativeiro para fazer casacos de pele. A característica definidora das raposas prateadas também é um traço recessivo, o que as torna ainda mais raras.

Havia algo estranho com aquela raposa prateada

Domesticated fox
Artyom GeodakyanTASS via Getty Images
Artyom GeodakyanTASS via Getty Images

Com base nas fotos e no relato do casal, Amanda Lovett começou a suspeitar que aquela raposa em particular tinha uma história de origem muito estranha. As raposas selvagens são conhecidas por sua natureza travessa e não costumam ser tão dóceis com humanos.

Lovett também notou que a raposa prateada estava ligeiramente acima do peso, o que é praticamente inédito na natureza. Foi então que ela percebeu que aquela raposa provavelmente era o animal de estimação de alguém.

Eles precisavam tomar cuidado

Domesticated fox
Artyom GeodakyanTASS via Getty Images
Artyom GeodakyanTASS via Getty Images

O comportamento da raposa sugeria que ela havia sido domesticada a ponto de não ter medo de ficar perto de humanos. Apesar disso, eles precisavam tomar alguns cuidados. Domesticadas ou não, as raposas podem ser criaturas difíceis.

Pior do que isso, você nunca sabe o que o animal já passou em sua vida e por onde andou. As raposas são suscetíveis a infecções e doenças como raiva e outros vírus. Por isso, a proximidade com esses animais pode trazer riscos aos humanos.

Atraindo a raposa para dentro de casa

Domesticated fox
Artyom GeodakyanTASS via Getty Images
Artyom GeodakyanTASS via Getty Images

Depois que a RSPCA entendeu a situação, a inspetora Amanda Lovett partiu para a casa do casal. Enquanto isso, David e Anna tiveram que descobrir como lidar com a raposa. Ela não poderia ficar no quintal para sempre.

Com a orientação da RSPCA, Anna e David tentaram atrair a raposa para sua despensa. Afinal, seria mais fácil pegar em uma sala. Como a raposa prateada parecia ansiosa para entrar de qualquer maneira, eles conseguiram atraí-la para dentro.

O animal se mostrou bastante dócil

Domesticated fox
Artyom GeodakyanTASS via Getty Images
Artyom GeodakyanTASS via Getty Images

A inspetora Amanda não demorou muito para chegar ao local e logo começou a trabalhar. Como o animal parecia tenso, Amanda demorou um pouco para acalmá-lo. Ela trouxe uma caixa de gato e uma pinça para conter a raposa. Gentilmente, ela guiou a raposa com a pinça para colocá-la na caixa do gato.

Embora estivesse um pouco agitada, a raposa agiu mais dócil do que a maioria dos animais selvagens. Amanda descreveu a raposa como “bastante mansa”. Mesmo assim, David e Amanda se sentiram aliviados por terem o misterioso animal fora de seu quintal.

A raposa parecia um animal de estimação

Domesticated fox
Artyom GeodakyanTASS via Getty Images
Artyom GeodakyanTASS via Getty Images

Quando finalmente pegaram a raposa, era quase hora dos fogos de artifício. Então, Amanda levou a raposa rapidamente ao Stapeley Grange Wildlife Centre em Nantwich, Inglaterra. Lá, os especialistas verificaram a saúde da raposa prateada.

A essa altura, a raposa estava tão calma que os especialistas suspeitaram que ela realmente pudesse ser um animal de estimação. Ainda assim, eles ainda não tinham muitas informações sobre a origem da raposa.

A raposa ganhou até nome

fox-1-1
Reprodução/rspca.org.uk
Reprodução/rspca.org.uk

Todos ficaram surpresos ao ver como a raposa parecia calma, quieta e mansa. Obviamente ela não estava se comportando como um animal selvagem. Então, os funcionários decidiram dar a ela um nome apropriado. A amigável raposa recebeu o nome de Shadow (Sombra, em português) por causa de seu pelo preto.

Calma, dócil e amigável, Shadow rapidamente se tornou um dos animais favoritos entre os funcionários do centro de vida selvagem. “Ela é a primeira raposa prateada que já tivemos aqui em Stapeley Grange, em quase 25 anos estivemos abertos”, disse o gerente de Stapeley Grange, Lee Stewart. Não é à toa que a raposa ganhou as manchetes!

Algumas perguntas sem respostas

Domesticated fox
Artyom GeodakyanTASS via Getty Images)
Artyom GeodakyanTASS via Getty Images)

Os veterinários determinaram que ele era saudável, mas “um pouco acima do peso”. Por conta disso, a equipe acredita que a raposa era um animal de estimação, mas eles não conseguiram concluir se ela se perdeu ou se foi abandonada pelo seu antigo dono.

“É provável que Shadow tenha sido mantido como um animal de estimação, e ela escapou, caso em que precisamos encontrar seus donos, ou ela foi abandonado por seus donos”, comentou Lee. Anna também acrescentou: “Duvido que seja capaz de ser lançado na natureza”.

Eles não descobriram se a raposa tinha um dono

Silver Fox
Education Images/Universal Images Group via Getty Images
Education Images/Universal Images Group via Getty Images

Raposas de estimação são legais na Inglaterra e no País de Gales. Então, se a equipe descobrisse que Shadow na verdade estava apenas perdida, ela seria devolvida aos seus donos.

No entanto, Shadow não usava coleira e, quando fizeram a varredura em busca de um microchip, os veterinários não encontraram nada. Sem outras opções, Stapeley Grange postou as fotos de Shadow online na esperança que alguém os contatasse. Mas isso não aconteceu…

Qual seria o destino da raposa?

Tripsdrill Wildlife Park
Sebastian Gollnow/picture alliance via Getty Images
Sebastian Gollnow/picture alliance via Getty Images

No final de 2019, não havia nenhuma atualização sobre o proprietário anterior de Shadow. A rara raposa nunca voltou para a sua casa, mas também não foi solta na selva. Shadow era obviamente dependente de cuidados humanos, então ela não sobreviveria na selva.

Além disso, embora ela estivesse rapidamente se tornando querida em Stapeley Grange, os funcionários do local não podiam cuidar dela para sempre. Então, eles tiveram que inventar outra solução.

Em busca de um novo lar para Shadow

Domesticated fox
Artyom GeodakyanTASS via Getty Images
Artyom GeodakyanTASS via Getty Images

Raposas como Shadow requerem cuidados específicos que o dono de um animal de estimação comum nem sempre está apto a fornecer. Embora tenham o tamanho de um cão médio, elas têm necessidades diferentes.

As raposas não apenas têm um cheiro forte, mas também são incrivelmente destrutivas. Eles exigem carne crua e ossos e, se não receberem taurina suficiente (um ácido encontrado nos órgãos), podem ficar cegos ou sofrer convulsões. Por isso, eles precisavam de muito cuidado para escolher a nova casa de Shadow.

Shadow encontrou uma casa

Domesticated fox
Artyom GeodakyanTASS via Getty Images
Artyom GeodakyanTASS via Getty Images

Embora a equipe do Stapeley Grange Wildlife Centre não tenha conseguido localizar o dono de Shadow, eles conseguiram encontrar para a raposa um novo lar adorável. Os funcionários anunciaram que entregariam Shadow para um proprietário especialista.

Cuidadores especializados estão equipados para lidar com raposas – dando-lhes todo o espaço de que precisam para perambular, fornecendo os cuidados médicos necessários e uma dieta saudável que uma raposa adulta precisa. Agora Shadow está a salva de caçadores e animais selvagens.