Os Segredos Da Vida De Quem Trabalha Em Um Cruzeiro!

Quer viajar pelo mundo sem ter que pagar por moradia ou comida? Claro que quer! É por isso que a ideia de ser um trabalhador de navio de cruzeiro é tão atraente. O outro lado da moeda, é que há um lado dos navios de cruzeiro que os passageiros não veem. Enquanto relaxam à beira da piscina ou chutam o balde no rodízio de pizza, há sempre alguém que atende a todas as suas necessidades. Afinal, aqueles bichinhos de toalha não aparecem na sua cama do nada!

Um navio de cruzeiro é basicamente um hotel flutuante, e trabalhar na indústria de serviços e hospitalidade nunca é fácil. Antes de decidir se candidatar a uma vaga de trabalho e navegar, leia alguns segredos que vieram de antigos tripulantes de cruzeiros!

Sorria! Você está sendo filmado!

Gavin, um garçom que trabalhava para uma grande linha de cruzeiros, disse ao Mental Floss que esse Big Brother é super-real. Em outras palavras: existem câmeras literalmente em todo lugar. Isso é principalmente por segurança, já que você está literalmente em um barco gigante no meio do oceano. Muito embora um novo Titanic seja improvável, os membros da tripulação podem ter que revisar as imagens de segurança em caso de emergência. “É certo assumir que, se você estiver fora da sua cabine, provavelmente você estará na câmera”, disse Gavin. “No caso de qualquer tipo de emergência, a segurança pode rever as imagens de segurança a qualquer momento”.

=navio

Alguns tripulantes têm dupla vida

Quando você está ausente de casa pela maior parte do ano e isolado do resto do mundo, é mais fácil esconder alguns segredos. É por isso que muitos trabalhadores de cruzeiros levam vidas duplas quando estão no navio. Não é incomum que algumas pessoas tenham companheiros esperando em casa e um relacionamento totalmente diferente assim que o navio zarpa. Aparentemente, os votos de casamento podem não valer em águas internacionais. Também houve relatos de homens são machões em terra, mas que no navio são gays. Ficar isolado do mundo lhe dá a chance de ser quem você quer ser, não quem você acha que tem que ser em terra.

Desconectado do mundo

Esqueça essa coisa de manter-se em dia com séries tipo Game of Thrones ou seus programas de TV favoritos. Se você trabalhar em um navio de cruzeiro, terá sorte se conseguir acompanhar as notícias em geral. Por mais que você sofra por não conseguir ver seu time arrasando no próximo Brasileirão, às vezes é impossível sintonizar. As conexões de Internet em alto mar são absurdamente caras e pouco confiáveis. Muitas vezes, você tem que se atualizar quando atraca, deixando dias entre quando você recebe e-mails e as respostas. Por esse motivo, muitos tripulantes de cruzeiros tendem a deixar de seguir notícias, esportes e cultura pop.

navio

Os membros da tripulação falam em código

Os membros da tripulação não querem alarmar os passageiros. Eles estão de férias e não precisam saber sobre cada emergência, especialmente se não tiverem nada a ver com eles. Que tipo de pânico surgiria se todos os passageiros soubessem de repente que havia um pequeno incêndio no navio? Seria agitado! Por causa disso, os tripulantes usam certos códigos possíveis de anunciar em alto-falante sem alarmar os passageiros. Por exemplo: “Code Adam” significa que uma criança está desaparecida, “Code Alpha” significa que há uma emergência médica, “Code Oscar” significa que alguém caiu no mar e “Code Bravo” significa que há um incêndio no navio. Na foto acima, há um caso de um “Code Bravo”, quando o navio de cruzeiro Star Princess pegou fogo no meio da noite em 2006. Acredita-se que o incêndio tenha sido iniciado por um cigarro descartado.

navio1

Sempre há leis a seguir

Essa pode parecer óbvia para a maioria das pessoas, mas algumas não entendem. Só porque você não está em terra firme não significa que não há leis para seguir. É quando algo chamado “lei marítima” entra em jogo. Infelizmente Isabelle Lagacé e Melina Roberge (acima), cidadãs canadenses em um cruzeiro para a Austrália, aparentemente não receberam essa dica quando tentaram contrabandear 200 quilos de cocaína no valor de aproximadamente US$ 23 milhões para vender por lá. As duas estão prontas para o julgamento, podendo pegar até 20 anos de prisão.

csw1

As festas são melhores que as dos hóspedes

Trabalhe duro, divirta-se mais ainda! Esse lema vale para os tripulantes de navios de cruzeiro. Quando os trabalhadores não estão trabalhando, provavelmente estão bebendo e festejando. Na verdade, a tripulação tem um bar especial “somente para tripulação” com bebidas insanamente baratas. Por exemplo, muitos cruzeiros cobram cerca de US$ 15 por bebida para os hóspedes, mas no bar da equipe, você pode conseguir por menos de US$ 1,50. A equipe definitivamente faz “a festa”, mas eles precisam ser cuidadosos. Às vezes, embora isso nem sempre seja aplicado, os comandantes submetem os funcionários a testes de bafômetro e drogas. Um ex-operador de navio de cruzeiro que falou com a Trend-Chaser nos informou como são as regras. “A tripulação não deve ficar bêbada nunca”, disse ele. “Todos dizem que não se pode ficar bêbado, mas depois você bebe com uma pessoa do RH e ela toma uns quatro ou cinco drinques na sua frente.” Aparentemente, as pessoas bebem no trabalho o tempo todo e apenas monitoram o radar. Contanto que você não esteja fazendo um show, provavelmente está apto para o trabalho.

Você não pode se relacionar com os convidados

Se você está procurando por aventuras enquanto está no mar, desvie o olhar de quem estiver de férias. É estritamente proibido aos funcionários do cruzeiro ficar com os convidados, e é uma das maneiras mais fáceis de perder seu trabalho. Na verdade, de acordo com um operador de cruzeiros anônimo que falou com a Trend-Chaser, a tripulação é na verdade desencorajada de interagir com os convidados individualmente. Isso ajuda a proteger a operadora de cruzeiro de qualquer tipo de acusação que possa prejudicar sua reputação. Se você for pego violando as regras, será expulso no próximo porto.

navio2

Mas a “pegação” acontece…

Só porque os membros da equipe não podem ficar com os passageiros, não significa que eles sejam celibatários. Na verdade, é bem ao contrário. Os membros da tripulação frequentemente acabam ficando um com o outro. Pense nisso: você está cercado pelas mesmas pessoas por quase um ano de cada vez, isolado num navio. Você está em locais românticos e exóticos com litros de álcool na mão. De acordo com um operador de cruzeiros anônimo que falou com a Trend-Chaser, isso acontece e muito. “As pessoas ficam o tempo todo. Há um monte de festas da tripulação”, disse ele. Essas relações são tão comuns que as áreas comuns da tripulação costumam ter cartazes sobre prevenção de DST.

navio3

Membros da tripulação pregam peças em passageiros

Pode ficar muito chato depois de um tempo no mar. Para quebrar a monotonia, os membros do cruzeiro fazem brincadeiras com os passageiros. As brincadeiras são bem bobinhas, já que mexer demais com os passageiros é uma ótima maneira de ser demitido. De acordo com um operador de cruzeiros anônimo que falou com o Mental Floss que uma favorita era, numa área de passageiros, dizer a outro membro da equipe, alto o suficiente para ser ouvido por todos, “encontre-me no boliche hoje à noite!” Na verdade, não havia uma pista de boliche a bordo. Então, esperávamos cartões de comentários contendo:” Por que a equipe tem uma pista de boliche e os hóspedes não? ” Hilário!

navio4

Membros da tripulação são gangsters

Um navio de cruzeiro pode ser bastante semelhante a uma escola. Nem todo mundo fica em um único grande grupo e cada navio tende a ter grupos diferentes. Muitas vezes, têm a ver com países de origem, uma vez que os navios de cruzeiro costumam ter uma gama diversificada de trabalhadores de todo o mundo. Os tripulantes chamam seus grupos de “máfias” e cada um é conhecido por uma especialidade. Por exemplo, um ex-operador de navio de cruzeiro disse ao Mental Floss que a máfia filipina em seu navio era conhecida por ter bebidas depois do expediente (os bares da equipe fecham em torno de uma ou duas da manhã). Claro, eles venderiam para você com um grande lucro!

navio5

Emergências podem ser bastante sinistras

Todo mundo já ouviu falar da lenda urbana de um navio de cruzeiro servindo camarões estragados e todo o navio ficou com uma intoxicação alimentar tão grave que os banheiros quase não deram conta. Este é um evento extremamente raro, mas pode acontecer. Na verdade, isso aconteceu mesmo! Em 2013, um navio de cruzeiro da Carnival ficou sem energia após um incêndio na sala de máquinas. Passageiros ficaram presos no Golfo do México por tempo suficiente para o esgoto explodir. Esgoto bruto começou a borbulhar por todo o barco, e cheirava tão mal que as pessoas criaram uma cidade de tendas longe de áreas de cheiro forte.

navio6

Nem todas as cabines são iguais

Você não terá sua própria cabine de luxo se for membro da tripulação, mas o seu cargo afeta as acomodações que você recebe. Funcionários e oficiais têm salas privadas no convés A, logo acima da água (olá, luz solar!), mas de acordo com Anthony Andrieux, que trabalhou a bordo da Royal Caribbean Line, a situação não era tão boa para a maioria dos trabalhadores. “A situação de vida era ‘apertada’. Você fica no convés inferior e está sempre debaixo d’água. Não há janelas no quarto, tem uma cama de beliche muito pequena onde você literalmente não cabe (confie em mim eu tentei). Você pode até tocar as quatro paredes se ficar no centro da sala para ter uma idéia. Eu acredito que é um total de cerca de 10 metros quadrados”.

navio7

A tripulação é treinada para lidar com ataques piratas

Muitas vezes não pensamos que piratas existam no ano de 2018, mas eles ainda estão aí. É incrivelmente raro um pirata enfrentar um gigantesco navio de cruzeiro (sério, você tem a força do tamanho), mas no caso de acontecer, os trabalhadores são treinados para revidar. Cruzeiros como Princess Cruises e Oceania Cruises treinam sua tripulação para levar os hóspedes para longe das janelas e borrifam os ofensores com gigantescos canhões de água, e porque os navios de cruzeiro são tão grandes, a quantidade de água utilizada pode deter um pequeno navio pirata. Alguns navios podem até impedir ataques com dispositivos acústicos de longo alcance que emitem ruídos altos e dolorosos. Na verdade, em 2005, um cruzeiro de luxo usou um dispositivo acústico de longo alcance para escapar de um ataque pirata na costa da África.

13-80818-16715.jpg

A linha de cruzeiros é basicamente sua “dona”

O ex-operador de cruzeiros Brian David Bruns escreveu um livro em 2015, intitulado Cruise Confidential. Depois de se tornar o primeiro americano que trabalhava para a Carnival Cruise Line a não desistir antes de seu contrato expirar, Brian detalhou como a pior parte de sua experiência, a sensação de ser tipo uma propriedade da linha de cruzeiro, dizendo: “A pior parte do trabalho é ser ‘propriedade’ da corporação… Eles controlam o que você come, quando você come, quando você pode ir usar o banheiro, temperatura da sua cabine, tudo”. Caramba!

navio8

A tripulação come sobras

Os membros da tripulação são os elos mais baixos na cadeia alimentar, o que significa que comem os restos. É como comida na cantina da escola, mas às vezes pior. A equipe da cozinha é criativa, não tem muito com o que trabalhar, mas não servem necessariamente algo que você gostaria de comer o tempo todo. Imagine ter que comer pratos estranhos como ensopado de pé de cabra! Alguns afortunados membros do cruzeiro podem comer restos do que sobrou de um buffet dos passageiros, mas como é tão bom provavelmente não dura muito tempo.

navio9

Membros da equipe recebem pedidos estranhos

A indústria de serviços e hospitalidade é um baú cheio de histórias estranhas. Você nunca sabe o que vai ouvir, então você tem que estar pronto para qualquer coisa. Os funcionários dos navios de cruzeiro estão bastante acostumados a receber pedidos bizarros dos hóspedes quando estão no mar. De acordo com o USA Today, um tripulante de navio de cruzeiro recebe repetidamente solicitações estranhas de jovens casais no navio. Nesse ponto, é mais comum do que surpreendente. “Alguns pombinhos perguntam: ‘Você poderia fazer alguns animais de toalha do tipo para adultos?‘ Eles querem animais safados!”, disse ela. “Eu disse: ‘Desculpe, não posso lhe dar isso’”.

Elena Uhlig, Stewardess
Peter Bischoff/Getty Images
Peter Bischoff/Getty Images

Gorjetas incríveis

Assim como um bartender, a maior parte do dinheiro de um trabalhador de navio de cruzeiro vem de gorjetas. Se você não é alguém com personalidade extrovertida, pode ser difícil consegui-las, mas não se preocupe. A maioria das linhas de cruzeiro tem uma gratificação obrigatória que é dividida entre todos os funcionários e o pagamento é realmente muito bom. Muitos trabalhadores enviam dinheiro para suas famílias e ainda economizam muito dinheiro. Quase não há despesas a bordo do navio, portanto, viver a baixo custo é bastante fácil.

navio11

Sem folga

Se você é do tipo que aprecia seus finais de semana, evite trabalhar em um navio de cruzeiro a todo custo. A maioria dos trabalhadores de navios de cruzeiro não tem um único dia de folga. Normalmente, eles são contratados por nove meses por vez e trabalham direto. Não é totalmente terrível, mas a tripulação trabalha todos os dias, ainda que de forma rotativa. Quando o contrato termina, eles têm ótimas férias de dois meses. Pense em todas as coisas que você faria se tivesse dois meses de folga.

navio12

Compartilhando um dormitório como cabine

Dependendo do cruzeiro, alguns membros da tripulação são forçados a ficar em quartos super pequenos, enquanto outros têm acomodações mais espaçosas. Mas quem consegue um espaço maior também consegue mais colegas de quarto. Às vezes, os navios de cruzeiro proporcionam à sua tripulação acomodações “tipo albergue”, onde 11 pessoas ficarão juntas em um quarto. Embora alguns ex-tripulantes tenham dito que se acostumam com esse aperto muito rápido, outros dizem que é um pequeno preço a pagar por um emprego onde você viaja e se diverte a maior parte do tempo. Achamos que pode parecer melhor pegar carona com a experiência!

Você vai ficar para trás

As excursões terrestres são a melhor parte de um cruzeiro. Quem não quer conhecer todas as cidades maravilhosas que estão na rota? Convidados (e membros da tripulação que têm algumas horas de folga) são livres para explorar como bem entenderem, mas é melhor que voltem a tempo. Caso contrário, o navio sairá sem você.

navio13

Os cruzeiros estão sujeitos a multas pesadas se permanecerem mais tempo atracados do que o permitido. Por esse motivo, eles não vão esperar se você estiver atrasado. Se acontecer de você perder o horário de partida, você ficará totalmente sozinho em terra.

Trabalho perfeito para fazer dieta!

Muitas empresas de cruzeiro são conhecidas por suas comidas deliciosas, oferecendo uma variedade de sobremesas chiques, frutos do mar e outras iguarias. No entanto, para os funcionários, eles não dão tantas opções assim.

navio14

Um funcionário de cruzeiro escreveu no Reddit que a refeição oferecida era semelhante a um almoço escolar: “Imagine comer em sua lanchonete três refeições por dia, sete dias por semana durante um ano”. Outro funcionário disse que eles foram alimentados com uma culinária estranha. Já uma ex-funcionária do navio de cruzeiro Kat disse ao “Mental Floss” que as escolhas alimentares eram uma maneira infalível de perder peso. Ela disse: “Eu perderia cerca de 10 a 12 libras por contrato”.

Funcionário não deve se envolver com funcionário

Embora aconteça algumas vezes, os relacionamentos entre os funcionários são definitivamente desencorajados. Essas relações são estritamente proibidas pelas companhias de cruzeiro ao redor do mundo. Se eles ocorrerem e a empresa descobrir, o funcionário é quase imediatamente demitido. Então, se você está procurando por um amor, talvez um cruzeiro não seja o local ideal. Ou pelo menos espere até que todos estejam em terra para começar o namoro com um colega.

navio15

Beber pesado

Cruzeiros são conhecidos como lugares para se soltar, isso vale para os passageiros, mas você sabia que o mesmo acontece com a tripulação? Os funcionários também fazem festas pesadas.Normalmente, o pessoal tem sua própria área de consumo designada, onde eles podem participar fora da vista dos passageiros. Embora as bebidas vendidas no navio sejam notoriamente caras, no bar da tripulação elas são muito mais baratas. Lá você pode comprar uma bebida alcoólica por menos de dois dólares. Podemos certamente ver porque festejar com a tripulação pode ser mais desejável do que festejar com os demais passageiros!

navio16

Big Brother está assistindo

Neste momento, os navios de cruzeiro precisam tomar precauções para evitar processos por parte dos passageiros e dos membros da tripulação. Uma maneira das empresas se protegerem é ter muitas câmeras de segurança a bordo. Na verdade, sempre que você estiver fora do seu quarto, é mais do que provável que alguém esteja acompanhando seus passos! Enquanto isso pode enlouquecer algumas pessoas, tenha certeza de que é uma coisa boa para sua segurança. Uma prática comparável é no Reino Unido, onde a CCTV é utilizada em todos os lugares e tem sido fundamental para as baixas taxas de criminalidade.

navio17

Há um necrotério a bordo

É assustador pensar nisso, mas as pessoas morrem dentro dos navios.Cerca de 200 pessoas morrem em cruzeiros a cada ano e tem que haver algum lugar para armazenar os corpos até que o navio possa atracar. É por isso que muitos navios têm pequenos necrotérios a bordo que podem armazenar cerca de cinco corpos.

navio18

Necrotérios são ainda mais comuns em navios que atendem a idosos. De acordo com um funcionário, as mortes são mais comuns do que muitos imaginam: “Como a linha era para os dados demográficos mais antigos, tínhamos pessoas que morrem no navio com bastante regularidade”.

Cartões de comentários são importantes

Se você já participou de um cruzeiro, sabe que, no final, normalmente é solicitado que você preencha um cartão de comentários. Lá você está livre para compartilhar sua experiência maravilhosa ou qualquer reclamação que você possa ter. Embora os cartões de comentários sejam padrão em toda a indústria de serviços, alguns trabalhos não os levam tão a sério quanto as linhas de cruzeiro. Em um navio, os comentários são levados a sério. Comentários bons ou ruins podem até mesmo justificar as compensações, bônus ou, em alguns casos, a demissão de um funcionário!Então, se você fizer um cruzeiro e se divertir, não se esqueça de deixar um feedback positivo!

navio19

Americanos não costumam ser bons membros da tripulação

A jornada de trabalho dos tripulantes em um cruzeiro é cansativa. Muitas vezes, os funcionários acabam trabalhando 300 horas por mês. Isso não se encaixa na ideia americana de 40 horas semanais e fins de semana relaxantes, e é por isso que os navios de cruzeiro costumam empregar a maioria de seus trabalhadores de outros países.

navio20

De acordo com Kat, uma operadora de cruzeiros que falou com o Mental Floss, muitos navios de cruzeiro nem contratam trabalhadores americanos porque a taxa de desistência é muito alta. Os americanos também são mais caros para empregar porque um dólar americano vale mais para uma pessoa de um país em desenvolvimento que tem um sistema diferente de moeda.

Cena do horror dentro do navio

Passageiros e tripulantes foram testemunhas de uma terrível morte a bordo do navio de cruzeiro Carnival Ecstasy em dezembro de 2015. Um passageiro chamado Matt Davis e sua esposa presenciaram uma cena digna de filme de terror. Ele disse: “Olhar e ver o elevador com apenas sangue descendo como um lençol… era uma cena da vida real de O Iluminado”. O casal foi bastante descritivo dizendo que o sangue estava fluindo tão fortemente que “parecia uma tempestade”. Outro membro da tripulação, enquanto isso, tentou levar outros passageiros para dentro do restaurante a bordo.

navio21

Morte do eletricista Grisly

Infelizmente um membro da equipe perdeu a vida no acidente. Na época, Matt e outros passageiros não conseguiam acreditar em seus olhos diante do acidente absolutamente horripilante. O elevador foi finalmente selado para o restante da viagem. Mais tarde foi revelado que um eletricista estava trabalhando no elevador. O membro da tripulação foi posteriormente identificado como Jose Sandoval Opazo, de 66 anos, que era eletricista. O Sr. Opazo aparentemente havia desativado a segurança do elevador para trabalhar nele, e quando o equipamento desceu, acabou esmagando-o, levando à sua morte prematura.

navio22

Navio de cruzeiro “War Room” ?!

Aparentemente, a maioria dos navios de cruzeiro tem sua própria “sala de guerra” a bordo. É claro que as salas de guerra devem ser usadas apenas para emergências. E assim como para o governo dos Estados Unidos, a sala de guerra a bordo do navio de cruzeiro destina-se ao planejamento, particularmente em situações de emergência. Por exemplo, o ataque pirata acima mencionado justificaria definitivamente o uso da sala de guerra. Em alguns cruzeiros, o quarto é referido como um “centro de segurança”. Seja qual for a terminologia usada, a sala é absolutamente imperativa durante os períodos críticos em que a segurança dos passageiros e da tripulação pode estar em risco.

navio23

Costa Concordia: o pior pesadelo da tripulação

Em 2012, o pior medo da tripulação e dos passageiros aconteceu com o navio Costa Concordia. O navio virou e afundou depois de bater em uma rocha ao largo da costa da Toscana, na Itália. Trinta e três pessoas morreram, sendo a maioria passageiros e um membro da tripulação. Outras 64 pessoas ficaram feridas no subsequente caos a bordo. O capitão e a tripulação cometeram em uma série de erros, incluindo a falta de um treinamento de evacuação em caso de emergência, como é costume a bordo de todos os navios de cruzeiro. Mais tarde foi revelado que o capitão, Francesco Schettino, tinha se envolvido em conduta imprópria de um capitão. Ele também afirmou ter escorregado e “caído” em um barco salva-vidas quando o navio virou.

Julgamento do Capitão Schettino

O capitão Francesco Schettino foi mais tarde julgado por homicídio culposo pelas mortes dos passageiros a bordo de seu navio. Acontece que o capitão estava envolvido em um desses relacionamentos proibidos a bordo. Desta vez, descobriu-se que ele estava em um relacionamento com uma dançarina chamada Domnica Cemortan. Alguns disseram que foi ela que o distraiu na fatídica noite do acidente. Mais tarde, ela revelou que o capitão aparentemente planejara fugir do navio, abandonando os passageiros e a tripulação atrás dele, providenciando um helicóptero para buscá-lo. Em 2015, o capitão Schettino foi condenado a 16 anos de prisão.

navio24

Ondas perigosas

Uma onda trapaceira é aquela que surge do nada e pode causar danos massivos a várias embarcações. Essas ondas também são chamadas de “ondas monstro” e são consideradas como responsáveis por alguns dos navios que desapareceram pelos mares. É claro que, para qualquer membro da tripulação ou passageiro, essas ondas são um pensamento aterrorizante. Infelizmente, o oceano é uma coisa incontrolável e alguns já experimentaram o seu poder.

Royal Caribbean Cruise enfrenta ondas de 30 pés

No ano passado, um navio da empresa Royal Caribbean Cruise foi forçado a voltar rapidamente para Nova Jersey. O navio enfrentou uma tempestade, com ondas que atingiram 30 pés (mais de 9 metros). Um membro da tripulação registrou em vídeo a água do mar chegando até a janela da cabine em que ele estava acomodado. Quatro pessoas se feriram durante a tempestade e o navio também acabou com danos. Outros tripulantes postaram fotos de vasos quebrados, cadeiras e mesas derrubadas, e até mesmo um buraco no teto.

navio25

Desaparecimento de Funcionários da Disney Cruise

Embora os crimes a bordo de navios de cruzeiro sejam raros, sempre que você recebe um grande número de pessoas, algo de ruim pode acontecer. Especialmente quando tem álcool no meio.Um desses incidentes foi o desaparecimento do membro de um navio de cruzeiro da Disney. Uma mulher de 24 anos chamada Rebecca Coriam, da Inglaterra, desapareceu enquanto trabalhava a bordo do Disney Wonder, na costa do México, em 2011. Rebecca foi vista pela última vez na sala de espera da tripulação, onde foi gravada no sistema de CFTV. Ela estava falando com alguém no telefone e parecia estar em perigo.

navio26

O mistério envolvendo Rebecca

O desaparecimento de Rebecca não estavam satisfeitos com o tratamento do caso pela Disney, que estava mais determinados a impedir qualquer publicidade negativa.

navio27

y. Rebecca era originalmente da Inglaterra e estava feliz em conseguir um emprego a bordo do navio. Ela estava frequentemente em contato com sua família através do Facebook e do Skype. Depois de 12 horas sem resposta, sua mãe começou a ficar preocupada. Naquela noite, um representante da Disney ligou dizendo que Rebecca tinha desaparecido. Investigações foram lançadas, incluindo a Marinha Mexicana e a Guarda Costeira dos EUA.No entanto, nenhum rastro de Rebecca foi visto desde então.

Teorias Sobre O Desaparecimento

Os pais de Rebecca não estavam satisfeitos com o tratamento do caso e diziam que a Disney estava determinada a impedir qualquer publicidade negativa.Mais tarde, eles resolveram o caso fora do tribunal por uma quantia não revelada. No entanto, Rebecca continua desaparecida até hoje. Seus pais souberam mais tarde que as autoridades bahamenses, responsáveis pela investigação do caso, entrevistaram apenas alguns tripulantes e nenhum passageiro, passando apenas um dia a bordo. O capitão do navio disse aos pais que ele acreditava que Rebecca havia sido acidentalmente lavada ao mar por uma onda gigante enquanto estava na piscina da tripulação, uma teoria que seus pais rejeitaram. Alguns tripulantes acreditam que ela tenha sido vítima de outro tipo de crime. Um ano após seu desaparecimento, o pai de Rebecca recebeu um email dizendo que ela havia sido vista na Itália. Seu pai disse que a alegação parecia ser legítima, mas ela nunca foi encontrada.

navio28

Estupro em um cruzeiro da Disney

Infelizmente para a Disney, o desaparecimento de Rebecca Coriam não é a única coisa ruim que aconteceu com um membro da tripulação a bordo de um cruzeiro da empresa. Em 2016, um membro da tripulação foi preso por suspeita de estuprar um colega da tripulação. O incidente supostamente ocorreu enquanto o navio estava ancorado em Cádiz, na Espanha. Os dois tripulantes estavam em um barco menor chamado Rhapsody porque o navio principal estava sendo revisado. O incidente foi posteriormente relatado à polícia e o suspeito, um homem de 28 anos, foi preso.

navio29

Caindo do Navio?

Em 2015, um homem caiu de um navio da Royal Caribbean, nas águas de Cozumel, no México. A vítima era um americano de 22 anos, que passou cinco horas na água. Surpreendentemente, outro navio de cruzeiro estava viajando pela área, a Disney Magic. O jovem definitivamente teve muita sorte de ser visto pelos passageiros do navio da Disney. Um passageiro jogou vários salva-vidas em uma tentativa de salvá-lo e os tripulantes conseguiram puxá-lo para dentro do navio. O homem precisava de cuidados médicos, mas, milagrosamente, estava em boas condições de saúde. Autoridades disseram que o resgate foi mágico: “A maioria das pessoas que experimentam esse tipo de queda quebra o pescoço. É como bater concreto”.

navio30