Fotos Impressionantes De Uma Casa De Circo Abandonada Em Nova York

Chamada de “Circus House” pelo fotógrafo urbano Bryan Sansivero, esta mansão abandonada em Nova York parece uma relíquia perdida no tempo. A enorme propriedade possui uma casa principal, o que parece ser um celeiro antigo e uma cabana. A jornada que você está prestes a fazer dentro e fora da propriedade o encherá de perguntas.

O que essa casa costumava ser? Há quanto tempo está abandonada? Quem originalmente era o dono? Aproveite essas fotos da casa do circo abandonada junto com nossa própria especulação do que pode ter acontecido aqui. Você é corajoso o suficiente para fazer um tour?

A natureza parece querer tomar conta da propriedade

circus house front of abandoned house
Bryan Sansivero
Bryan Sansivero

Situada em vários hectares de terra, esta mansão já foi uma grande atração quando abriu suas portas há muitos anos. Depois que os donos fizeram as malas, tudo mudou. Hoje parece mais um cenário de filme de terror.

Vamos começar pela frente da casa! Olhando o lado de fora da “Circus House”, você pode ver a natureza tomando conta da propriedade aos poucos. O terreno está visivelmente negligenciado e repare que o verde já chegou no telhado da casa. Este é um local que você realmente não gostaria de visitar depois de escurecer. Mas tudo fica ainda mais assustador quando você entra para conferir o interior da casa.

As paredes estão descascando

circus house peeling walls abandoned house story
Bryan Sansivero
Bryan Sansivero

Ao entrarmos na “Circus House” (Casa do Circo), primeiro enxergamos uma grande sala com lareira que leva a duas outras salas e a uma escada. O corredor amarelo-canário desconcertantemente brilhante oferece uma primeira impressão dramática. As paredes em ruínas também contribuem para o cenário decadente.

A pintura está completamente descascada, e as tábuas do piso estão deformadas e rachadas. Esta sala pode já ter sediado grandes festas, mas hoje foi deixada para os fantasmas das festividades anteriores.

Onde o circo começa

circus house clown room abandoned house story
Bryan Sansivero
Bryan Sansivero

Aqui está o motivo do fotógrafo Bryan Sansivero ter apelidado esta mansão de ‘a Casa do Circo’. No topo da escada, à direita, fica a entrada de uma sala. É neste cômodo que o curioso tema circense começa a ganhar vida.

Este quarto já pertenceu a uma criança? O antigo dono da casa era um artista? Infelizmente, não temos as respostas para essas perguntas. O que sabemos é que o dono desta casa deixou para trás alguns objetos estranhos como pistas sobre seu misterioso passado.

A escada dá pista sobre o passado

circus house balls on stairs abandoned house story
Bryan Sansivero
Bryan Sansivero

Cada escadaria da Casa do Circo tem uma história para contar, e esta é uma das mais interessantes. Não podemos imaginar o que se passou pela cabeça de Bryan Sansivero quando ele se aproximou da escada e percebeu que cada degrau estava decorado com uma bola de croquet (ou croqué, no Brasil).

O caminho pelo qual essa escada leva uma pessoa fica mais claro à medida que nossa exploração continua. Há uma luz no fim deste túnel, mas isso pode levar a mais perguntas.

Sob a grande tenda

circus house circus room abandoned house story
Bryan Sansivero
Bryan Sansivero

Aqui está nossa primeira visão completa desta sala que já foi animada. Olhando para as pistas deixadas para trás, podemos fazer algumas especulações impressionantes. O que torna este quarto tão impressionante é o seu bom estado, em comparação com os outros cômodos.

Embora tenhamos pensado por um momento que este poderia ser um quarto de criança, na verdade parece se assemelhar a algo mais próximo a uma área de armazenamento de equipamentos esportivos, ou talvez uma área de preparação para esportes indoor.

Marretas de croquet bem organizadas

croquet supplies at the circus house
Bryan Sansivero
Bryan Sansivero

Uma coisa que nos chamou a atenção nesta sala foi a organização dessas marretas de croquet. Ok, as bolas ficaram espalhadas pelo chão, mas os tacos usados para golpeá-las estão perfeitamente colocados em seu suporte. Isso é realmente estranho!

O croquet deve ter sido um dos jogos mais praticados pelos inquilinos anteriores da casa. Como você verá, no entanto, esses suprimentos de croquet não são os itens mais estranhos deixados para trás.

Para quando está chovendo lá fora

umbrella room circus house abandoned house story
Bryan Sansivero
Bryan Sansivero

Uma sala cor-de-rosa decadente na Circus House tem um guarda-chuva colorido entre os destroços de gesso no chão empoeirado. No entanto, abrir um guarda-chuva dentro de casa é sinônimo de má sorte para os supersticiosos, algo que esta casa parece ter enfrentado bastante.

Talvez o guarda-chuva tenha sido deixado por um dos ex-residentes, ou talvez tenha sido descartado por um explorador urbano que queria deixar uma lembrança sua no local. De qualquer forma, agora existe como mais uma peça da maravilha que vive dentro dessas paredes abandonadas.

Vá brincar lá fora

circus house playhouse abandoned house story
Bryan Sansivero
Bryan Sansivero

Vamos conferir o que tem fora da casa principal agora. Nossa primeira parada nos leva a uma antiga área de recreação, completa com um teatro, escorregador e balanço.

Como a frente da casa principal, este conjunto de brinquedos está lentamente sendo dominado pela natureza. Não há um caminho claro para caminhar até lá, e a vegetação até começou a subir pelos suportes e pelo escorregador. O que antes era um lugar divertido para jovens inquilinos, agora é uma história de fantasmas no jardim.

Mais alto! Mais alto!

circus house swings abandoned house story
Bryan Sansivero
Bryan Sansivero

Houve um tempo em que uma criança se sentava em um desses balanços gritando “Mais alto! Mais alto!” para o pai ou babá que a empurrava. Agora, a única coisa que está tentando entrar no balanço é uma série de galhos secos.

A última vez que este balanço foi usado para o propósito pretendido foi provavelmente décadas atrás. Embora a casa tenha sido o lar de vários inquilinos, o simples prazer de sentir o fluxo de ar passando por eles perdeu seu brilho, e o balanço foi entregue à natureza.

A linha de propriedade?

fenceline circus house abandoned house story
Bryan Sansivero
Bryan Sansivero

Passando pelo parquinho, Bryan Sansivero encontrou esta cerca. Cercas como essa poderiam ter sido usadas para alguns fins diferentes. Se os animais vivessem no local e pudessem circular livremente, isso garantiria que eles não poderiam se afastar.

Em segundo lugar, esta cerca poderia simplesmente ter sido usada para definir a linha de propriedade da Circus House. Com uma propriedade tão grande, teria sido vital conhecer os limites, especialmente se houvesse planos para seguir construindo no terreno.

Um celeiro com uma surpresa oculta

circus house barn abandoned house story
Bryan Sansivero
Bryan Sansivero

Continuando nosso tour pela propriedade nos deparamos com um celeiro. Esta área está em um estado bastante decente, já que a natureza não tomou o controle tanto quanto em outros lugares da propriedade. A natureza real para a qual esse celeiro era usado, entretanto, mudava com cada proprietário.

A pergunta que precisa ser respondida, claro, é quais tesouros estão escondidos dentro dessa estrutura abandonada. Por ser separada da casa principal, ela hospeda seus próprios mistérios.

Bem-vindo à destilaria

circus house inside barn where wine was distilled
Bryan Sansivero
Bryan Sansivero

Dentro do celeiro, fica clara a verdade sobre seu uso final. Em um canto, há uma garrafa de vidro parcialmente cheia ao lado de um barril de envelhecimento. Na época em que o celeiro foi abandonado, o local era usado como uma destilaria.

Há uma variedade de jarras e garrafas espalhadas pelas prateleiras e pelo chão, algumas ainda com álcool velho dentro. Provavelmente era uma fabrica pequena, provavelmente pertencente e operada por uma família. Só gostaríamos de saber por quanto tempo ela funcionou.

Um olhar mais atento

circus house distilling tools abandoned house story
Byran Sansivero
Byran Sansivero

Ao conferir mais de perto este espaço de destilação, Bryan foi capaz de nos dar uma ideia melhor do que era usado para fazer bebidas alcoólicas aqui. Deve ter sido uma operação menor, pois existe um único barril envelhecido, o que significa que apenas um tipo de bebida era feito aqui.

Uma das garrafas tem um rótulo, que está desfocado nesta imagem. A imagem na etiqueta é vermelha, mas é impossível dizer o que é a imagem.

Uma operação de vinificação

wine making at the circus house abandoned house story
Bryan Sansivero
Bryan Sansivero

Uma imagem vale mais que mil palavras e, neste caso, possivelmente ainda mais em dinheiro. Na verdade, o celeiro funcionava como uma vinícola. Essas garrafas nunca receberam seus rótulos e nunca chegaram ao mercado, se é que os donos tinham esse objetivo.

Depois de pesquisar o rótulo do vinho, Bryan não conseguiu encontrar informações úteis. Por meio de pesquisas próprias, não conseguimos encontrar nenhum histórico da vinícola ou mesmo registros de sua existência. Isso nos leva a crer que se tratava de uma operação familiar que nunca teve a intenção de distribuir suas bebida para as lojas.

A cabana escondida

third house on the circus house property
Bryan Sansivero
Bryan Sansivero

Escondida em um local na propriedade está esta casa. Em bom estado de conservação, ela contrasta fortemente com o resto da propriedade. A casa parece pronta para receber os próximos moradores. A parte interna da casa apenas prova mais esta tese.

Claro, o crescimento excessivo das plantas nos mostra que ninguém vive aqui há anos. Sem nenhum caminho até a entrada, Bryan foi forçado a caminhar pela grama alta para revelar os segredos logo após a porta da frente.

Algo estranho na janela

circus house window crest abandoned house story
Bryan Sansivero
Bryan Sansivero

Uma das primeiras coisas que encontramos dentro da casa é o que pode ser melhor descrito como cristas. Bryan Sansivero tirou fotos de dois cristais que parecem ser brasões. Aqui temos a primeira imagem.

Como esse brasão se relaciona com a casa ou seus ocupantes anteriores, ninguém sabe. O homem na pintura parece um explorador espanhol. Sua roupa vermelha e amarela combina com a cor da bandeira da Espanha. A bandeira do jaguar que ele segura acima da cabeça é a parte que nos faz coçar a cabeça.

A segunda imagem da janela

circus house second window crest abandoned house story
Bryan Sansivero
Bryan Sansivero

Aqui está a segunda crista, que nos dá mais perguntas do que a primeira. Este explorador é de uma região desconhecida e carrega uma bandeira com um aríete gigante.

Curiosamente, essas duas imagens foram colocadas no canto inferior do painel do meio de cada janela. A pessoa que projetou a casa de campo na “Circus House” fez um grande esforço para tornar este chalé especial. Quando você conferir as salas maiores a seguir, entenderá exatamente o que queremos dizer.

Jogo interrompido

circus house backgammon abandoned house story
Bryan Sansivero
Bryan Sansivero

Os cômodos principais da casa de campo são quase inteiramente feitos de madeira escura. Não há nada de decoração e nenhum sinal de vida anterior. A única coisa que há nesta sala é um jogo de gamão no chão, apenas esperando por você. Mas quem toparia um jogo nessas circunstâncias?

Você esta pronto para jogar? Este jogo foi interrompido e nunca finalizado pelos jogadores originais? A sala pode não estar tão deteriorada quanto as outras, mas é mais assustadora graças ao jogo de tabuleiro abandonado.

O estudo vazio

mural wall circus house abandoned house story
Bryan Sansivero
Bryan Sansivero

Outro cômodo que foi mantido em bom estado é a biblioteca do chalé. Estamos supondo que é para isso que esta sala era usada por conta da estante gigante alinhada contra a parede à esquerda.

O mural pintado na parede, que sofreu alguns danos ao longo dos anos, ainda apresenta detalhes vibrantes. Ao mesmo tempo, criou um pano de fundo naturalista para quem estava fazendo uma pausa em sua vida cotidiana para ler um livro em silêncio.

A estante completa

circus house bookshelves abandoned house story
Bryan Sansivero
Bryan Sansivero

Permanecendo no escritório, Bryan voltou sua atenção para a estante, que na verdade é dividida em duas unidades separadas por uma janela forrada com garrafas de vinho. O sol brilhando através das garrafas verdes reflete um brilho estranho no teto perfeitamente entre as marcas de tinta descascada.

O azul do chão é um pouco mais misterioso. Qualquer que seja a superfície em que as garrafas de vinho estejam colocadas, está lançando uma tonalidade sinistra e deixando um reflexo nebuloso no chão.