Descobertas Incríveis Dentro Das Pirâmides Do Egito!

A grande pirâmide egípcia é uma das maravilhas do mundo antigo, e depois de séculos de pesquisa, os cientistas ainda não conseguem confirmar exatamente como foram construídas. Embora os arqueólogos tenham conseguido identificar algumas coisas sobre essas gigantescas tumbas, a cada dia ela nos revela um novo mistério.

Quando se trata de pirâmides, somos constantemente lembrados de que apenas arranhamos a superfície. Aqui estão algumas incríveis descobertas sobre as antigas pirâmides de Gizé – sendo a de Quéops, a única das Sete Maravilhas do Mundo Antigo que sobreviveu. Confira.

Muitos cientistas concordam que a maior pirâmide foi construída em 20 anos por 20.000 pessoas

Foto:Peter Turnley/Corbis/VCG via Getty Images
Foto:Peter Turnley/Corbis/VCG via Getty Images

Durante séculos, a Grande Pirâmide, que acredita-se ter sido construída por volta de 2550 A.C. pelo Faraó Khufu, foi a maior estrutura do mundo. Nossas descobertas históricas nos ensinam que os egípcios usavam apenas utensílios de madeira junto com cordas e polias. Isso não foi fácil. Na verdade, é tão surpreendente que os cientistas nem têm certeza de como isso seria possível. Acredita-se que 20.000 trabalhadores construíram a Grande Pirâmide durante um período de 20 anos.

Somos obrigados a acreditar que as pirâmides foram construídas sem a ajuda da roda.

Os cientistas acreditam que as pirâmides foram construídas com enormes blocos de granito e calcário que foram arrastados até 800 quilômetros. Alguns deles vieram pelo Nilo. Isso é muito longe, considerando que essas pedras pesavam entre 2,5 e 15 toneladas. Um carro médio pesa cerca de duas toneladas. Então, como alguém arrasta uma pedra com o peso de um carro sobre a areia, através de 800 quilômetros? Bem, certamente não sobre rodas. No momento em que o antigo Egito começou a usar a tecnologia da roda, as pirâmides já eram antigas. Ah sim, eles também não tinham aço ou ferro – apenas madeira e pedra.

A Grande Pirâmide não se parecia com o que vemos hoje – Era brilhante como um diamante

A Grande Pirâmide realmente não se misturou com a terra e a areia que a cercam. Na verdade, o que vemos é o núcleo interno. Em seu auge, a Grande Pirâmide era realmente impressionante. Estava coberta de calcário branco polido que teria feito brilhar muito. Polimentos foram feitos ao longo desta pedra calcária para dar uma aparência lisa e plana sob a luz direta do sol (coisa que o Egito definitivamente tem bastante, considerando-se que é um deserto). Acredita-se que a Grande Pirâmide tenha refletido o sol como um espelho – uma joia emergindo da areia – mas um terremoto em 1303 D.C. fez a maioria dessas pedras se soltarem. Eles foram levados e reutilizados em mesquitas e fortalezas, e tudo o que restou foi a parte interna, que não é brilhante ou lisa.

A Grande Pirâmide tem oito lados – não quatro

A maioria de nós pensa na Grande Pirâmide como uma típica pirâmide de quatro lados. Certamente parece assim do chão, mas suba em um avião e sua perspectiva pode mudar. A Grande Pirâmide de Gizé tem oito lados e isso é visível apenas a partir de uma vista aérea. Algumas pessoas acreditam que esta foi uma maneira de evitar que as pedras se soltassem. Outros pensam que a erosão criou os oito lados, e que a pirâmide deveria ter apenas quatro lados mesmo. De qualquer forma, esse recuo é impressionantemente preciso – é recuado em um grau para cada meio grau. O vento realmente poderia ter feito isso?

Há evidências de que as pirâmides foram criadas por uma civilização mais antiga e avançada que os egípcios

Apesar da crença de que os egípcios construíram as pirâmides com madeira e cordas, os cientistas não conseguiram recriar exatamente o modo como foram feitas. De acordo com o que sabemos sobre a história, os egípcios simplesmente não tinham ferramentas que pudessem criar algo tão grande e preciso. Na verdade, os cientistas tentaram recriar as pirâmides em modelos de pequena escala, mas falharam o tempo todo. O fato é que a Grande Pirâmide foi feita com 2,3 milhões de blocos de pedra, cada um com 2,5 a 15 toneladas. Nenhum tipo de madeira poderia suportar o peso das pedras, e os trabalhadores teriam que colocar um bloco a cada 2,5 minutos para que a Pirâmide fosse construída em 20 anos, como se pensava inicialmente. Por essa razão, alguns cientistas acreditam que as pirâmides realmente são anteriores aos egípcios e foram criadas por uma sociedade muito mais avançada.

Evidências de brocas fortes o suficiente para penetrar o granito foram encontradas no sarcófago de Khufu

O faraó Khufu, que supostamente criou a Grande Pirâmide, tinha um lindo caixão de tirar o fôlego. Isso confundiu os cientistas quando foi descoberto. O sarcófago pesava cerca de 3,75 toneladas – muito grande e pesado para ser levado à pirâmide depois de construído. Tinha que ter sido colocado lá de antemão. Depois, há o fato de ter sido inteiramente esculpido a partir de um pedaço sólido de granito. Se você não sabe, o granito é muito duro e o sarcófago tem buracos que parecem ter sido perfurados na pedra. Que broca primitiva teria sido forte o suficiente para cortar em granito? Certamente uma picareta de madeira teria falhado.

Há um labirinto sob as pirâmides que pode ser maior do que pensamos

As pirâmides estão equipadas com um complexo sistema de túneis esculpido em rocha calcária. É nesses túneis que as descobertas mais inacreditáveis estão sendo feitas. O homem ainda não explorou todos os cantos dos labirintos tortuosos – e, por isso mesmo, quando uma descoberta é feita, os cientistas ainda ficam confusos. Teóricos da conspiração acreditam que os estudiosos e cientistas estão escondendo um submundo de catacumbas sob as pirâmides. Temos evidências de labirintos sob a Grande Pirâmide, mas algumas pessoas acreditam que há muito mais a 90 quilômetros ao sul do Cairo, sob a cidade de Hawara. Isto é aludido em vários textos antigos e descrito por autores como Heródoto e Estrabão.

Há uma câmara escondida gigante e misteriosa dentro da Grande Pirâmide, mas ninguém sabe o porquê

Recentemente, cientistas descobriram uma nova câmara na Grande Pirâmide. Para fazer isso, eles usaram imagens que registraram o comportamento de partículas subatômicas que foram lançadas na rocha. É quase como um raio X, mas pode penetrar muito mais fundo. Infelizmente, as imagens são de baixa resolução, então os cientistas que encontraram a câmara não sabem dizer se é única ou forma uma série de salas diferentes. De qualquer maneira, é muito misterioso e ninguém sabe exatamente para que a câmara teria servido. É comumente aceito que tenham sido construídas para aliviar o estresse sobre a pedra e impedi-las de entrar em colapso, mas muitas dessas câmaras também tinham uma finalidade alternativa. Será que essa câmara poderia gerar energia? Alguns cientistas parecem pensar assim.

Cientistas acreditam que a câmara escondida é capaz de criar picos de energia

Durante séculos, muitos especularam que as antigas pirâmides egípcias concentrariam energia. Agora, os cientistas acreditam que podem ter algumas pistas. Depois de descobrir a câmara escondida dentro da Grande Pirâmide, os cientistas realizaram um estudo que descobriu que a pirâmide concentra energia eletromagnética em suas salas internas. Além disso, eles descobriram que o edifício de 145 metros também concentra essa energia eletromagnética em suas câmaras ocultas. A taxa de energia mais alta foi encontrada nas salas que contêm os restos mortais do Faraó Khufu e sua esposa, bem como em outra câmara que anteriormente estava escondida.

Arqueólogos confundidos pela estátua descoberta na antiga pirâmide

Em 1º de agosto de 2018, o chefe do Conselho Supremo de Antiguidades do Egito anunciou que haviam feito uma incrível nova descoberta na pirâmide de Djoser em Saqqara. Durante um projeto de restauração, a equipe descobriu uma estátua preciosa representando um dos mais importantes deuses egípcios – Osíris. Até agora, essa descoberta tem confundido os arqueólogos que agora se perguntam quem colocou uma valiosa figura em um buraco dentro da pirâmide e por quê. Por enquanto, o chefe do sítio arqueológico de Saqqara está especulando que a estátua provavelmente tenha sido escondida nesta área por um sacerdote na antiguidade.

Misteriosas caixas de 100 toneladas foram encontradas no intrincado sistema de túneis embaixo das pirâmides

Recentemente, o arqueólogo Brien Foerster descobriu 20 caixas de granito de Aswan que foram cortadas com precisão. Estas caixas pesavam 100 toneladas cada (mais uma vez, muito maior do que o que um implemento de madeira poderia ter carregado). Inicialmente pensou-se que as caixas fossem sarcófagos para touros premiados, exceto que nenhuma evidência de touros foi encontrada. Alguns cientistas acreditam que essas caixas continham alguma forma antiga e misteriosa de energia. Essa ideia é amplamente rejeitada pelos estudiosos, mas realmente dá o que falar.

Algumas das câmaras na grande pirâmide geram calor

Então, vamos ver se entendi: há uma estrutura gigante e misteriosa e ninguém consegue descobrir como foi feito. Então, descobrem que essa estrutura gigante na verdade emite calor de algumas de suas câmaras como se elas tivessem algum tipo de eletricidade. O que exatamente está acontecendo aqui? Em 2015, os cientistas realizaram uma varredura térmica na Grande Pirâmide e descobriu-se que três áreas estavam gerando alguma forma de calor. Alguns cientistas começaram a especular que o calor era produzido por uma tecnologia antiga que foi deixada para trás (talvez o mesmo tipo de tecnologia que usava a energia misteriosa contida nas misteriosas caixas de 100 toneladas). Manchas de calor também foram encontradas na metade superior da Grande Pirâmide, deixando as pessoas especularem que há ainda mais passagens e câmaras ocultas do que pensávamos.

Os teóricos da conspiração acreditam que a grande pirâmide era uma usina e que os egípcios tinham eletricidade

A história nos diz que os egípcios não eram uma sociedade avançada e as Pirâmides de Gizé eram simplesmente grandes cemitérios para faraós e reis. Ainda assim, os cientistas ainda estão confusos sobre como uma sociedade primitiva, com ferramentas primitivas, poderia ter construído algo tão grandioso – e sobre todas essas manchas de calor. E se o antigo Egito não fosse tão primitivo quanto pensávamos? Alguns estudiosos acreditam que o Egito antigo tinha eletricidade, e há evidências em esculturas que mostravam egípcios antigos segurando tochas que pareciam ser lanternas portáteis. Seria um dispositivo construído sobre a água e a água que passa pelas cavidades subterrâneas da Grande Pirâmide é capaz de criar uma corrente elétrica, e essa energia poderia ser aproveitada. Os poços dentro da Grande Pirâmide são feitos de granito e são ligeiramente radioativos, o que ioniza o ar no interior – é semelhante a um fio condutor. Outros cientistas acham que os ´poços tinham um propósito diferente.

Apenas a grande pirâmide foi construída com dutos de ventilação e ninguém sabe por quê

A Grande Pirâmide é a única das três pirâmides de Gizé que possui dutos de ventilação. Os ângulos desses dutos correspondem a localização de corpos celestes (sim, astronomia e alienígenas). É um completo mistério como os egípcios poderiam ter alinhado os dutos com as estrelas ou por que eles teriam se incomodado com isso em primeiro lugar. Talvez tenha algo a ver com a orientação do morto para a vida após a morte, ou talvez tenha a ver com a sinalização de alienígenas no céu (provavelmente não), mas nem todos esses dutos chegam ao exterior. Alguns são completamente fechados, enquanto outros poderiam ter sido usados para ventilação, que é a teoria mais comumente aceita. A menos, claro, que você acredite que eles realmente conduziam energia.

As pirâmides possuem enormes portas de 20 toneladas que você pode mover com um empurrão

Muitos de nós não conseguiriam abrir uma porta de 20 toneladas, mas as antigas portas das pirâmides de Gizé eram tão perfeitamente equilibradas que você realmente teria sido capaz disso, caso ficasse preso lá dentro. Algumas pirâmides estavam equipadas com essas portas maciças, completamente escondidas do lado de fora. De dentro, você poderia empurrá-las com força mínima – até mesmo uma única mão. Essas portas só foram descobertas quando a Grande Pirâmide foi explorada pela primeira vez, e ninguém sabe como os antigos egípcios teriam sido capazes de cortar, posicionar e equilibrar essas portas com tanta precisão.

A nova câmara, mais conhecida como “O Grande Vazio”, não é conectada a nenhuma passagem conhecida.

A nova câmara descoberta foi apelidada de “O Grande Vazio” porque é realmente vazia. A câmara não está conectada a nenhuma passagem conhecida dentro da pirâmide. Atualmente, os visitantes podem entrar na Grande Galeria apenas se debruçarem e percorrerem um longo túnel. A Grande Galeria conecta a câmara da rainha e a câmara do rei. Isso faz todo o sentido para um cemitério gigante, mas para quê criar “O Grande Vazio”? A cavidade gigante tem pelo menos 30 metros de comprimento e fica acima da Grande Galeria, levando alguns cientistas a pensar que ela possivelmente aliviou o peso e a impediu de desmoronar. De qualquer forma, é aproximadamente do mesmo tamanho da Grande Galeria, só que bem em cima dela.

As três pirâmides estão alinhadas com as Três Marias da constelação de Órion

Se as coisas não fossem estranhas o suficiente, não são apenas os dutos da Grande Pirâmide que se alinham aos corpos celestes. As pirâmides de Khufu, Khafre e Menkaure estão perfeitamente alinhadas com as estrelas que compõem o cinturão de Órion ou as nossas Três Marias. Sim, Alnitak, Alnilam e Mintaka. Por quê? Ninguém sabe. Coincidentemente, as pirâmides estão alinhadas pelos seus cantos do sudeste. Como os antigos egípcios não apenas alinhavam essas estruturas maciças umas com as outras, mas também com o céu? Mais uma vez, ninguém sabe. O cinturão de Órion não foi “descoberto” até 2.000 anos depois que as Pirâmides já haviam sido construídas, mas para os antigos egípcios a constelação era associada a Osíris, deus do renascimento e vida após a morte.

Muitas pessoas acreditam que as pirâmides ajudaram os Faraós a ascender ao Deus-Sol

Se você não está acreditando na suspeita de que as pirâmides são estruturas alienígenas ou usinas gigantes, existe outra ideia mais reconhecida. As pirâmides foram construídas para ajudar os reis a ascenderem a Rá, o Deus-Sol. Nos tempos antigos do Egito, os reis se consideravam divindades vivendo na Terra. Como deuses, após a morte, eles precisavam voltar para casa. É por isso que as tumbas foram equipadas com objetos que o rei pode precisar usar em sua vida após a morte, como animais vivos, ouro e seja lá o que está gerando calor dentro das câmaras inferiores da Grande Pirâmide.

As câmaras apontam para o norte com precisão maior do que o Observatório Real de Greenwich

Poderiam os antigos egípcios terem sido mais precisos do que nossa civilização atual? Descobriu-se que as pirâmides apontam para o norte, mas não apenas na direção do norte. Ele aponta para o norte a cinco centésimos de grau do verdadeiro norte magnético. Isso é mais preciso do que o Observatório Real de Greenwich, que define o horário GMT (Greenwich Mean Time ou Prime Meridian Time) e a apenas 13 graus de distância do norte verdadeiro. O GMT foi criado em 1675 e se eles não conseguiram acertar o Norte há apenas algumas centenas de anos, como os antigos egípcios conseguiram? Quão precisos eram os relógios egípcios antigos comparados com os nossos?