Curiosidades Da Aviação Que Você Nunca Poderia Imaginar

Existem alguns segredos sobre viajar de avião que não são revelados durante uma simples viagem de avião. Algumas regras e recomendações são seguidas pelos comissários em todos os voos, mas nem todas as pessoas conhecem os motivos.

Ou você sabe o porquê da luz ser reduzida propositalmente durante o pouso e a decolagem? Confira algumas curiosidades que não são reveladas por comissários, pilotos e especialistas!

Alimentação especial para a tripulação

Todo cuidado é pouco! O comandante, é a autoridade máxima em um voo, ele não pode comer a mesma refeição que o copiloto. Isso acontece porque, caso um deles passe mal por conta da comida, o outro terá totais condições de assumir o controle do avião. Não se pode correr o risco de os dois passarem mal ao mesmo tempo. Já imaginou a situação? Por isso, também é proibido dividir os pratos.

1006_29_fl140305110-22746-94077.jpg
Foto: Jeffrey Greenberg/UIG via Getty Images
Foto: Jeffrey Greenberg/UIG via Getty Images

O que fazem com os dejetos?

Você sabe para onde vão os dejetos humanos dos banheiros dos aviões? A gente te responde! As aeronaves têm um sistema especial a vácuo nos banheiros. Com a diferença de pressão entre o ambiente do banheiro e a tubulação, a urina e as fezes dos passageiros são sugadas para os canos. Os dejetos ficam em um reservatório no fundo do avião, armazenados até a aeronave pousar. Depois disso, os reservatórios, que chegam a ter capacidade para até 250 litros, são esvaziados com uma mangueira e os dejetos direcionados a um caminhão para descarte na rede de esgoto.

72460526-36374-29263.jpg
Foto: Kevork Djansezian/Getty Images
Foto: Kevork Djansezian/Getty Images

O cafézinho pode ser nojento

A água utilizada para fazer café nas aeronaves deve ser evitada, principalmente em aviões mais antigos. Os tanques onde a água é armazenada nos aviões mais antigas quase nunca são lavados. Além disso, a água utilizada nos vasos sanitários e a “potável” podem até não ser a mesma, mas ficam reservadas em locais próximos. Para evitar problemas, aceite somente bebidas engarrafadas e lacradas.

Foto: Etienne DE MALGLAIVE/Gamma-Rapho via Getty Images
Foto: Etienne DE MALGLAIVE/Gamma-Rapho via Getty Images

Tempestades são normais

Tempestades fazem parte da rotina de qualquer piloto profissional. Ser atingido por raios é muito comum e em quase 100% das vezes não afeta a aeronave. Os aviões já são construídos para suportar isso e os pilotos estão preparados para qualquer emergência. Então fique tranquilo! Pode parecer assustador saber disso, mas a aeronave não vai cair.

Foto: Kitwood/Getty Images
Foto: Kitwood/Getty Images

Que lugar escolher?

Sentar perto das asas é a melhor opção para quem tem problemas de enjoo. O fundo é onde mais balança. Porém, é indiferente em caso de queda. Isso porque dependendo de como a aeronave cair, tanto os passageiros da frente quando os da cauda podem ser os primeiros a serem impactados. Já o centro da aeronave pode ser o primeiro lugar a se partir ou explodir.

Foto: Jeff Overs/BBC News & Current Affairs via Getty Images
Foto: Jeff Overs/BBC News & Current Affairs via Getty Images

Só simpatia

Você já percebeu que a equipe sempre recebe os passageiros na porta do avião com um sorriso no rosto? Isso tem um motivo! É porque os comissários de bordo têm a função de tranquilizar todos os usuários, as companhias não querem passageiros histéricos. Por isso, é importante que eles consigam manter o bom humor e tratar a todos muito bem. Mesmo que aconteça algum imprevisto durante o voo, eles precisam passar tranquilidade aos passageiros.

ava-selfie

Paquerar as aeromoças não pode

Todos os membros da tripulação devem ser respeitados. Tratar de forma educada os comissários é dever dos passageiros. Paquerar alguma das aeromoças? Nem pensar! Em alguns casos é até aconselhável fazer um pouso de emergência para retirar do avião a pessoa que está causando o mal estar. Já imaginou o constrangimento? Além disso, ela ainda tem o direito de processar o “engraçadinho”.

82882005-90847-78101.jpg
Foto: Clive Brunskill/Getty Images
Foto: Clive Brunskill/Getty Images

Cuidados quando os pilotos vão ao banheiro

Quando um dos pilotos vai ao banheiro, um comissário de bordo entra na cabine e aguarda seu retorno. Isso é uma medida de segurança. Outra curiosidade: todos os lavatórios podem ser destrancados por fora. Assim, se alguém morrer ou se machucar lá dentro, um comissário poderá abrir a porta sem dificuldades. Geralmente há um mecanismo de segurança, atrás do sinal de “proibido fumar”, na porta, que permite destrancar o banheiro pelo lado de fora

Foto: Roberto Machado Noa/LightRocket via Getty Images
Foto: Roberto Machado Noa/LightRocket via Getty Images

Porta blindada

Os pilotos se comunicam com os comissários de bordo por meio de uma porta blindada. A conversa acontece através de um interfone. Eles devem conversar uma vez a cada 40 minutos durante o dia, e uma vez a cada 20 minutos durante à noite. Isso serve para garantir que o piloto está bem para trabalhar. Caso aconteça alguma coisa lá dentro, os comissários também têm um código para entrar na cabine.

94324445-65791-39696.jpg
Foto: Alexander Hassenstein/Getty Images
Foto: Alexander Hassenstein/Getty Images

A luz é intencionalmente desligada

As luzes da cabine de passageiros são reduzidas propositalmente durante o pouso e a decolagem. Isso é feito para queos olhos dos passageiros se acostumem com a escuridão. Dessa forma, em caso de uma emergência, as sinalizações de rotas de fuga serão claramente percebidas. Porém, alguns pilotos e comissários afirmam que isso acontecer para economizar energia.

Foto: Smith Collection/Gado/Getty Images
Foto: Smith Collection/Gado/Getty Images

Alimentação dos passageiros

A comida num voo não serve apenas para alimentar os passageiros. A refeição oferecida pela tripulação também ajuda entreter as pessoas. Quando você está comendo, o tempo costuma passar mais depressa. Porém, não é algo simples proporcionar alimentação aos clientes. A produção dos alimentos envolve um complexo processo de preparo, armazenamento e logística, feito por grandes empresas e milhares de profissionais.

Foto: Mario Tama/Getty Images
Foto: Mario Tama/Getty Images

Celulares precisam ser desligados mesmo?

Quando entramos no avião, os comissários logo avisam que os celulares devem estar desligados. O seu uso durante decolagem e pouso pode causar pequenas interferência na comunicação entre o piloto e a torre de comando. Porém, já foi comprovado que o uso de aparelhos eletrônicos não tem força para derrubar uma aeronave. Enquanto não se tem certeza absoluta dos seus efeitos no ar, a melhor opção é proibir.

fxj167305-96316-60680.jpg
Foto: Fairfax Media/Fairfax Media via Getty Images
Foto: Fairfax Media/Fairfax Media via Getty Images

Temperatura avião

Segundo algumas pesquisas, existe uma conexão entre temperatura, pressão no avião e perda de consciência causada por hipoxia — falta de oxigênio. Esta pode ser provocada pelo superaquecimento do ar na cabine da aeronave. Por esse motivo, os pilotos deixam a temperatura no interior do avião no nível mais baixo. Não esqueça de levar um casaco na sua próxima viagem! Outra dica: os aviões são mais quentes no fundo.

Foto: Jeffrey Greenberg/UIG via Getty Images
Foto: Jeffrey Greenberg/UIG via Getty Images

Pilotos só falam o necessário

Você já percebeu que os pilotos não são de muitas palavras? Eles costumam entrar em contato com os passageiros apenas em caso de turbulência ou para dar alguns avisos como temperatura e tempo de voo. E isso tem um motivo: evitar qualquer susto dentro do avião. “Nós contamos aos passageiros o que eles precisam saber. Não contamos coisas que irão assustá-los demais. Você nunca vai me ouvir dizer: ‘Senhoras e senhores, acabamos de ter uma falha no motor’, mesmo se isso for verdade”, revelou Jim Tilmon, piloto aposentado da American Airline

2018213_775144596CH00005_Regional_J-86503-95020.jpg
Foto: VCG/VCG via Getty Images
Foto: VCG/VCG via Getty Images

Voz de prisão dentro do avião

Você sabia que qualquer pessoa pode receber voz de prisão dentro da aeronave? Além de cuidar do trajeto, o piloto também tem a autorização de mandar prender um passageiros. Ele pode ainda aplicar multas e até registrar testamentos, caso um passageiro queira fazer isso antes de morrer em um voo. Por questão de hierarquia, o copiloto é o segundo maior comando dentro do avião e, portanto, é ele que assume caso alguma coisa dê errado com o comandante.

Foto: Spencer Platt/Getty Images
Foto: Spencer Platt/Getty Images

Poltronas na vertical

As poltronas devem estar na posição vertical para que, em caso de impacto, diminuam o risco de lesões na coluna e para que não obstruam a passagem em caso de emergência. E tem um motivo ainda mais importante! Dessa forma, todo o peso do passageiro fica apoiado sobre a área em que se encontram as suas pernas. Isso aumenta muito a resistência da fixação das poltronas no assoalho da cabine, favorecendo a segurança de todos em caso de desaceleração brusca.

Foto: David L. Ryan/The Boston Globe via Getty Images
Foto: David L. Ryan/The Boston Globe via Getty Images

As máscaras de oxigênio

Em situações de emergência nas quais as máscaras de oxigênio são usadas, os passageiros têm apenas 15 minutos de oxigênio disponível para respirar. Mas não entre em pânico! É tempo suficiente para o piloto diminuir a altitude para um nível em que você consiga respirar sem problemas. Além disso, as comissárias estão preparadas para auxiliar os passageiros em caso de emergência.

Foto: EyesWideOpen/Getty Images
Foto: EyesWideOpen/Getty Images

A pessoa pode ser sugada?

A abertura repentina de uma janela ou porta nas alturas pode fazer com que objetos e pessoas sejam sugados para fora. Porém, a pressurização e o formato da porta, maior do que a abertura, tornam quase impossível que alguém a abra durante um voo. Porém, acidentes acontecem. Neste ano, Jennifer Riordan foi sugada parcialmente para fora de uma aeronave da companhia SouthWest Airlines, após a janela ter quebrado. A explosão de um motor do avião provocou danos na fuselagem e destroços atingiram a janela.

janela-16023-30457.jpg
Foto: Reprodução/ Facebook Marty Martinez
Foto: Reprodução/ Facebook Marty Martinez

Sem barbas

Além de usar roupas adequadas, os pilotos precisam cuidar da aparência física. Algumas companhias aéreas proíbem que eles usem barbas. O motivo? Isso ocorre porque a máscara de oxigênio pode não encaixar perfeitamente no rosto se o comandante estiver com barba sem fazer. Pelo mesmo motivo, o cabelo também precisa estar bem cortado. Melhor evitar qualquer problema! Estar com uma boa aparência também é visto como fundamental para a imagem da companhia aérea.

ava1

Funcionário voam de graça

Os funcionários conseguem voar de graça nas companhias em que trabalham. Há ainda um acordo entre boa parte das companhias aéreas onde os profissionais da aviação viajam de graça, ou pagando apenas as taxas do embarque. Isso funciona também para alguns familiares do funcionário. Quem não gostaria de ter um parente com esse beneficio?

aeromocas-78561-17063.jpg
Foto: Scott Olson/Getty Images
Foto: Scott Olson/Getty Images

Ajudando na previsão do tempo

Essa você com certeza não sabia! Os rastros que os aviões deixam no ar são feitos de vapor de água, e podem ajudar na previsão do tempo. Isso mesmo! As linhas finas indicam baixa umidade e tempo firme. As mais duradouras e grossas podem indicar a chegada de uma tempestade. Fica a dica para quem gosta de adivinhar a previsão… Não é incrível?

rastroaviao-86514-70198.jpg
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Nunca em linha reta

Durante a viagem, um mapa é exibido aos passageiros com a trajetória do voo. Pode-se notar que o avião não voa em linha reta, mas em forma de arco. Às vezes, inclusive a aeronave faz alguns zigue-zagues estranhos no ar. Mas isso tem explicação! É que a Terra tem o formato de um globo e o mapa da tela é plano. Além disso, segundo as companhias, o itinerário é planejado de tal forma que o avião esteja sempre dentro do tempo de voo permitido para chegar ao aeroporto mais próximo, que pode recebê-lo em caso de pouso de emergência. Para completar, as condições climáticas também podem influenciar na trajetória do voo.

Foto: HALLDOR KOLBEINS/AFP/Getty Images
Foto: HALLDOR KOLBEINS/AFP/Getty Images

Escolha o sapato adequado

Você precisa escolher bem a roupa da sua próxima viagem É melhor dar preferência aos sapatos com um bom solado, porque, em caso de evacuação de emergência, você pode ter de ficar em pé sobre o asfalto quente ou outro tipo de piso capaz de ferir seus pés. Além disso, sapatos confortáveis ajudam na hora de subir e descer as escadas do avião. Outra dica: roupas e sapatos muito apertados não devem ser usados no avião. O seu corpo vai inchar e deixar tudo ainda mais desconfortável.

Foto: Scott Olson/Getty Images
Foto: Scott Olson/Getty Images

As melhores cadeiras

Se você tem dificuldade para dormir ou costuma ficar enjoado, escolha aquelas cadeiras que ficam ao lado das asas. O avião no ar parece com um balanço. E as cadeiras que chacoalham mais ficam nas pontas. Por isso, se você quiser voar com maior tranquilidade e minimizar a possível agitação, sente-se no meio, perto das asas. Esse local também costuma ser mais silencioso.

Foto: Nicolas Economou/NurPhoto via Getty Images
Foto: Nicolas Economou/NurPhoto via Getty Images

Em caso de sequestro

Felizmente, esses casos são raros. Qual foi a última vez que você viu uma notícia sobre o sequestro de um avião? Mas se isso acontecer, os pilotos estão treinados para evitar um problema maior. Eles usam técnicas para enviar um sinal aos funcionários do aeroporto, que o recebem por meio de um dispositivo específico. Assim as autoridades ficam sabendo que algo estranho está acontecendo a bordo.

700021261cs029_mdv_plac-84250-35405.jpg
Foto: EyesWideOpen/Getty Images
Foto: EyesWideOpen/Getty Images

Ar limpo

Temos uma ótima notícia para quem tem problemas respiratórios! O ar da cabine do avião passa pelo mesmo sistema que filtra o ar em hospitais. Então fique tranquilo. Você respira um ar bem limpinho enquanto está no avião. Mas isso não vale para as mesinha de refeições, que podem até estar cheia de germes. Nem tudo pode ser perfeito. Não é mesmo?

55784818-89956-66319.jpg
Foto: Sergio Dionisio/Getty Images
Foto: Sergio Dionisio/Getty Images

Piloto automático

O piloto automático fica ligado durante a parte maior de um voo doméstico. Mas isso é bom! Ele pode fazer ajustes mais precisos, levando a uma melhor eficiência de combustível, exceto durante turbulências. Quando isso acontece, o piloto assume o comando. Além disso, o piloto automático não costuma ser usado na decolagem ou aterrissagem.

ka_3182-22794-25309.jpg
Foto: Carsten Koall/Getty Images
Foto: Carsten Koall/Getty Images

Quando mais acontece acidentes?

Não queremos deixar você com medo, mas essa estatística é muito interessante para quem gosta de aviação. Uma pesquisa mostra que os primeiros três minutos após a decolagem e os últimos oito minutos antes da aterrissagem são quando acontecem 80% dos acidentes de avião. Ou seja… Quando o avião está nas alturas dificilmente o piloto enfrentará problemas.

Foto: Yin Liqin/China News Service/VCG via Getty Images
Foto: Yin Liqin/China News Service/VCG via Getty Images

Só em filme

É comum nos filmes de ação um tripulante (geralmente o mocinho) assumir o comando da aeronave depois de alguns problemas no ar. Mas, na vida real, essa situação é impossível. Mesmo que seja um fanático por simuladores de voo em computador ou conheça o modelo do avião, ele não terá totais condições de comandar a aeronave. Além disso, é bem provável que não consiga lidar com tamanho stress.

filme-88507-40493.jpg
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Pouso forte pode ser intencional

Você não leu errado! Às vezes, uma aterrissagem mais forte não é uma consequência das ações incorretas do piloto, mas sim de uma atitude intencional, por causa das condições climáticas adversas. Vamos explicar melhor… Se a pista estiver coberta de água, a tripulação deve aterrissar de maneira forte, para quebrar essa camada e evitar a aquaplanagem.

GettyImages-655598542-11577-29373.jpg
Foto: Vijayanand Gupta/Hindustan Times via Getty Images
Foto: Vijayanand Gupta/Hindustan Times via Getty Images

Por que os aviões são brancos?

Você já se perguntou o motivo das aeronaves serem brancas? Isso acontece por algumas razões. Com a cor branca, o avião retém menos calor. Isso é melhor para os passageiros e mais econômico para a companhia aérea. Também ajuda choques com pássaros. As aves enxergam muito bem o reflexo das superfícies brancas, e não batem nos aviões. E tem mais! Na cor branca, é mais fácil ver rachaduras e áreas amassadas.

99837600-90922-60381.jpg
Foto: Justin Sullivan/Getty Images
Foto: Justin Sullivan/Getty Images

Cinzeiros no avião?

Todo mundo sabe que fumar é proibido em aviões. Mas por que ainda hoje, mesmo com a proibição, as aeronaves ainda trazem cinzeiros, principalmente nos banheiros? Isso acontece porque a presença desse item é uma exigência dos órgãos que ditam as regras da aviação civil. A obrigação é vista como uma questão de segurança. Mesmo não sendo permitido, alguns fumantes ainda insistem em acender cigarro dentro do avião. Caso isso aconteça, a aeronave terá um local para extinguir o cigarro com segurança.

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Completa o tanque

Você já pensou quantos litros de combustível é necessário para uma viagem longa de avião? Em uma rota de São Paulo para Paris, por exemplo, um avião consome cerca de 90 toneladas de combustível. É muita coisa! E o abastecimento da aeronave dura cerca de 30 a 40 minutos. Como funciona isso? O combustível fica em dutos subterrâneos no solo do aeroporto. Um caminhão-bomba chega, abre uma espécie de bueiro no chão e acopla um tubo entre essas galerias e os tanques da aeronave, que ficam localizados nas asas. Dessa forma, o querosene de aviação é bombeada para os tanques do avião.

GYI0050924202-21012-52323.jpg
Foto: Justin Sullivan/Getty Images
Foto: Justin Sullivan/Getty Images

Do you speak english?

A língua inglesa é mais do que essencial para quem quer ser comissário de bordo. Qualquer piloto que pretenda voar para fora dos limites brasileiros deve ter, pelo menos, o nível quatro certificado de acordo com regras da International Civil Aviation Organization (ICAO). Essa norma foi criada em 1988, quando a organização percebeu que muitos acidentes aéreos aconteceram por falta de entendimento entre controladores aéreos e comandantes e copilotos. As aeromoças também precisam saber inglês para auxiliar os passageiros e dar as famosas instruções.

Foto: EyesWideOpen/Getty Images
Foto: EyesWideOpen/Getty Images

Nem todas as falhas são reparadas

Mais uma curiosidade que pode causar medo! A lista de coisas a serem checadas antes do avião decolar é enorme. Por isso, às vezes, a aeronave é liberada com algumas falhas menores. Mas nada de desespero! As falhas “aceitáveis” são apenas as que não causam problemas na segurança dos passageiros. Nenhum avião decola caso algum problema sério seja detectado.

Foto: Ralph Orlowski/Getty Images
Foto: Ralph Orlowski/Getty Images

Machado a bordo

Isso parece assustador! Você sabia que todo avião possui machados escondidos dos passageiros? Dependendo do tamanho da aeronave, são colocados até três dessas ferramentas a bordo. O motivo? Esse equipamento serve no combate de incêndios ou para arrombar a porta do banheiro caso aconteça algum problema. Ou seja, o machado só é usado em caso de emergência e por funcionários da companhia aérea.

machado-48453-97848.jpg
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Fique tranquilo!

Apesar de algumas dessas informações serem assustadoras, não se esqueça que o avião ainda é um dos meios mais seguros para se deslocar, ficando só atrás do elevador! Dos meios de transportes, o avião ainda é considerado o mais seguro do mundo. Nos Estados Unidos, por exemplo, é 11 vezes mais seguro viajar de avião do que de carro, de acordo com estudos realizados por especialistas. Então viaje tranquilo!

Fotos: Bilgin S. Sasmaz/Anadolu Agency/Getty Images
Fotos: Bilgin S. Sasmaz/Anadolu Agency/Getty Images