Alguns Encontraram Sucesso e Outros Desapareceram: Estrelas Mirins Dos Anos 70 e 80

Muitas crianças fizeram sucesso nos anos 70 e 80, mas não conseguiram manter uma sequência de bons trabalhos na televisão. Alguns optaram pelo anonimato, enquanto outros não tiveram mais destaque em seus trabalhos e acabaram não tendo mais oportunidades.

Por outro lado, alguns atores começaram a carreira artística bem novos e estão até hoje fazendo sucesso. É o caso de Isabela Garcia. Diferente da sua irmã, Rosana Garcia, ela segue atuando em novelas desde a década de 70.

Isabela Garcia

globo__02 Isabela Garcia em O Semideus 1973 Acervo Globo__gallefull.jpg
Divulgação/Globo

Isabela Garcia faz parte do time de estrelas mirins dos anos 70. A atriz estreou na TV Globo com apenas quatro anos em “Medéia”, episódio do programa “Caso Especial”. Seu primeiro papel nas telenovelas foi aos seis anos, quando interpretou Clarinha em “O Semideus”, de 1973.

Desde então, ela segue nas telinhas fazendo sucesso. No seu currículo, ela acumula novelas de sucesso como “Pai Herói”, “Corpo a Corpo”, “Anos Dourados”, “Irmãos Coragem” e “Celebridade”. Sua última atuação foi em “O Sétimo Guardião”, novela que foi ao ar em 2018 no horário nobre da Globo.

Glória Pires

gloria1
Divulgação/Globo

Glória Pires também começou na década de 70 e até hoje segue fazendo sucesso. A primeira novela em que a atriz atuou foi “Selva de Pedra”, em 1972, aos nove anos. A partir de “Dancin Days” (1978), ela passou a brilhar na TV e se tornou uma das atrizes brasileiras mais respeitadas da Globo, entrando para o time do primeiro escalão da emissora. Ela foi destaque em novelas como “Vale Tudo”, “O Dono do Mundo”, “Mulheres de Areia”, O Rei do Gado”, “Anjo Mau”, “Belíssima” e “O Outro Lado do Paraíso”.

Rosana Garcia

Rosana Garcia
Divulgação Globo/Reprodução Arquivo Pessoal

Nascida no ano de 1964, Rosana Garcia viveu Narizinho na primeira versão do seriado “Sítio do Pica-Pau Amarelo, transmitido pela Rede Globo entre 1977 e 1980. Antes, ela já havia participado da novela “O Primeiro Amor”, em 1972.

Mais velha, ela seguiu atuado, mas sem emplacar mais nenhum papel de destaque. Sua última aparição nas telinhas foi numa participação na novela “Flor do Caribe” (2013). Apesar disso, ela ainda trabalha na emissora carioca, atualmente como preparadora de elenco.

Júlio Cesar

llll
Reprodução Facebook JulioCesarVieiraDaCunhaESilva/Reprodução adorocoadjuvantes

O ator Júlio Cesar Vieira começou a carreira ainda menino, na novela infantil “A Patota”. Depois, ele ganhou destaque ao viver o personagem Pedrinho no seriado Sítio do Pica-Pau Amarelo, de 1977 a 1980, na Rede Globo. Logo na sequência, ainda trabalhou na novela “O Amor é Nosso”

Mas ele faz parte do grupo que não conseguiu mais emplacar trabalhos de sucesso. O último registro dele foi no fim dos anos 2000, quando trabalhava como empresário em São Paulo e preferia se manter longe dos holofotes.

Beatriz Bertu

Beatriz Bertu
Divulgação/Reprodução Instagram

Quem lembra da Beatriz Bertu? Ela se tornou uma celebridade com apenas dez meses ao interpretar a personagem Heleninha, em “Bebê a Bordo”, de 1988. Na trama, ela era filha de Ana (Isabela Garcia) que nasceu dentro do carro de Tonico Ladeira (Tony Ramos), enquanto a sua mãe fugiu da polícia.

Após a novela, ela não teve mais contato com as câmeras. Porém, depois de se formar no ensino médio, ela decidiu cursar artes cênicas e hoje faz espetáculos teatrais.

Jonas Torres

jonas-torres-interpretava-bacana-em-armacao-ilimitada-1404221656572_956x500
Divulgação/Globo

Jonas Torres também começou a atuar ainda criança. Depois de estrear com sucesso no filme “Bar Esperança”, ele conquistou uma participação em episódios da série “Quarta Nobre”, em 1983. Jonas ainda atuou na novela “Vereda Tropical” como Zeca. E logo surgiu o grande papel da sua carreira. No ano seguinte, ele ganhou o personagem “Bacana”, uma das figuras centrais da série “Armação Ilimitada”, conquistando fama nacional e status de ícone de sua geração.

Mas depois ficou um longo período afastado da televisão. No início dos anos 90, Torres chegou a trabalhar com aviação nos Estados Unidos e em uma plataforma de petróleo na Bacia de Campos, no Rio de Janeiro. Anos mais tarde, optou por voltar a trabalhar como ator. Seus últimos trabalhos na televisão foram “Malhação ID” (2010) e “Império” (2012).

Danton Mello

dalton
Reprodução/Divulgação Globo

Danton Mello encontrou o sucesso! Irmão do ator e diretor Selton Mello, ele começou na TV na novela de grande sucesso “A Gata Comeu” (1985) aos dez anos de idade. Em 1988, ele fez o personagem Bruno Meireles na novela “Vale Tudo” e não parou mais.

Hoje, ele acumula diversos trabalhos na TV, como “Terra Nostra” (1999), “Cabocla” (2004), “Sinhá Moça” (2006), “Caminho das Índias” (2009), “Deus Salve o Rei” (2018) e “Órfãos da Terra” (2019).

Raphael Alvarez

raphael-alvarez
Divulgação

Quem lembra do Clube do Curumim? Assim como Danton Mello, Raphael Alvarez fazia parte do elenco infantil da novela “A Gata Comeu”, de 1985. Mas sua carreira tomou um rumo diferente!

Raphael fez ainda uma participação na novela “Top Model”, em 1989, como ator. Depois, ele foi morar em Nova York e começou a se dedicar a outros projetos. Hoje ele é diretor e produtor de cinema e programas de televisão.

Oberdan Jr.

oberdan
Divulgação/Adoro Coadjuvantes

Outro ator do núcleo infantil de “A Gata Comeu”, Oberdan Jr. estreou na televisão um pouco antes, em 1980, na novela “Coração Alado”. Na época, ele tinha apenas 10 anos de idade.

Já mais velho, ele começou a trabalhar como dublador em diversas produções, principalmente desenhos animados. Como ator, ele teve presença mais ou menos recorrente em produções globais, como “Estrela-Guia” (2001), intercalada por trabalhos no SBT como na novela “As Pupilas do Senhor Reitor” (1994) e na Rede Record em “A Lei e o Crime” (2009), “Bela, a Feia” (2009) e “Rei Davi” (2012).

Sylvio Perroni

xsylvio_perroni_nanato.jpg.pagespeed.ic.O0MG9ogXy_
Reprodução/facebook

Outra criança sempre lembrada de “A Gata Comeu” é Nanato, interpretado pelo garoto Sylvio Perroni. Na época, ele estava com 11 anos e era um dos integrantes do Clube dos Curumins. Depois da novela, ele teve que afastar da carreira de ator por um problema de saúde e nunca mais voltou.

“Foi justamente no momento em que eu estava decolando. Fiquei um ano em tratamento. Nunca planejei ser artista, mas era algo que estava dando certo. Após esse episódio, eu não dei sequência. Comecei a ganhar peso e fiquei desestimulado. Ninguém fica feliz gordo”, disse o carioca ao “Extra”. Hoje, ele trabalha como segurança.

Kátia Moura

katia
Reprodução Globo/Arquivo Pessoal

Kátia Moura era a mais nova do grupo de crianças selecionadas para “A Gata Comeu”, novela de Ivani Ribeiro que foi ao ar na Globo em 1985 e 1986. Ela tinha apenas sete anos quando interpretou Adriana. Logo depois, ela ainda chegou a atuar em “Selva de Pedra” (1986). Porém, a sua carreira artística não vingou. “Naquela época não aproveitavam tanto as crianças como hoje em dia. Me dediquei aos estudos, os trabalhos foram diminuindo e acabei saindo da mídia”, disse. Hoje ela trabalha com transporte escolar.

Gabriela Duarte

aa
Divulgação/Globo

Filha da conceituada atriz Regina Duarte, Gabriela também estreou como atriz bem novinha. Ela fez seu primeiro papel no filme “O Cangaceiro Trapalhão” em 1983, com apenas nove anos. Depois, ela atuou em outras produções, mas ganhou fama mesmo ao participar do remake de “Irmãos Coragem” em 1995, no mesmo papel que sua mãe fez na primeira versão da novela.

Em 1997, já adulta, Gabriela ganhou ampla visibilidade na novela “Por Amor”, onde interpretou Maria Eduarda. Ainda tem em seu currículo sucessos como minissérie “Chiquinha Gonzaga”, (1999), “Kubanacan” (2003), “Passione” (2010), “Amor à Vida” (2013) e “Orgulho e Paixão” (2018).

Marcelo Faria

celo
Reprodução/Instagram
Reprodução/Instagram

Filho do ator Reginaldo Faria, Marcelo fez sua primeira aparição na TV em “A Máfia do Brasil”, novela protagonizada pelo genitor, em 1984. Cinco anos depois, entrou para o elenco de “Top Model”. Porém, a fama e o reconhecimento só vieram em 1994, com sua interpretação em “Quatro por Quatro”, como Ralado.

De lá para cá, o artista não parou mais, tendo atuado em novelas como “Quatro por Quatro”, “O Amor Está no Ar”, “Corpo Dourado”, “Uga Uga”, “Celebridade”, “Sol Nascente”, “Alma Gêmea”, “Beleza Pura” e “Orgulho e Paixão”

Natalia Lage

natalia-lage02
Divulgação/Globo

Natalia Lage começou a atuar com apenas nove anos, no seriado “Tarcísio e Glória”, exibido entre abril e dezembro de 1988. Ainda criança, a atriz estreou em novelas. Aos dez anos, ela fez “O Salvador da Pátria” (1989). Na sequência, ganhou destaque como Tuca em “Perigosas Peruas” (1992).

Em 1997, virou protagonista da novela “O Amor Está no Ar,” e entrou para o time de grandes atores da emissora carioca. Hoje, Natalia Lage tem mais de 30 anos de profissão e vários trabalhos de sucesso.

Monique Curi

monique_curi
Divulgação/Reprodução Instagram

Nascida em 3 de fevereiro de 1969, Monique Curi foi outra criança que cresceu fazendo novelas na Globo e logo cedo precisou lidar com a fama. Ela participou ainda pequena de “Os Gigantes”, “Marina”, “Baila Comigo” e “Sol de Verão”, entre 1979 e 1983. Quando adulta, ela seguiu trabalhando como atriz.

Ela, inclusive, costumava trabalhar com o autor Manoel Carlos, como uma espécie de amuleto. Seus papéis mais marcantes estão a doce Lídia de “Felicidade” (1991) e a mau-caráter Mariana de “História de Amor” (1995). Sua última novela foi “Haja Coração” (2016), quando fez uma participação.

Selton Mello

selton--mello
Arquivo Pessoal/Divulgação Globo

Selton Mello estreou nas telinhas no seriado “Dona Santa”, exibido em 1979 pela TV Bandeirantes, quando tinha nove anos. Desde então, não parou mais e hoje é um dos atores mais conceituados do Brasil.

Ainda na Bandeirantes, Selton atuou em Braço de Ferro (1983). Já na Globo, o ator foi destaque em produções como “Corpo a Corpo” (1984), “A Indomada” (1997), “A Invenção do Brasil” (2000), “Os Maias” (2001), “A Mulher Invisível” (2012) e “Ligações Perigosas” (2016).

Fernanda Torres

ft
Divulgação/Globo

Em 1979, aos 13 anos, a atriz Fernanda Torres estreou na televisão no programa “Nossa Cidade”, da TVE, dirigida por Sérgio Britto. E era só o começo de uma trajetória cheia de sucessos! No mesmo ano, fez o primeiro trabalho na TV Globo.

Sua estreia na emissora carioca foi na série “Aplauso”. Em novelas, sua primeira aparição foi em 1981, aos 15 anos, quando viveu a personagem Fauna Rosa França de “Baila comigo”, dirigida por Manoel Carlos. Hoje é uma das atrizes mais requisitadas para novelas e cinema. Seu último trabalho foi em 2018 na série global “Sob Pressão”.

Narjara Turetta

narjara_turetta
Divulgação/Globo

Narjara Turetta tinha apenas nove anos quando viveu a protagonista da novela “Papai Coração”, exibida na antiga Tupi, em 1976. Na mesma emissora, ela ainda fez “Salário Mínimo”. Entre 1979 e 1980, ganhou notoriedade ao viver Elisa, filha pré-adolescente de Regina Duarte no seriado “Malu Mulher”, da Globo. De lá pra cá, atuou em mais algumas novelas da emissora carioca.

Recentemente, ela esteve no elenco de “O Outro Lado do Paraíso” (2018) e participou da série “Sob Pressão” (2019) depois de um período sem trabalhar na televisão.

Alexandre Raymundo

49112311_1480574382073714_660053430202531840_o
Reprodução/Facebook araymundo71/
Reprodução/Facebook araymundo71/

Alexandre Raymundo começou sua trajetória como ator ainda bem cedo, antes dos dez anos, na Band. No início dos anos 80, ele atuou em “O Meu Pé de Laranja Lima”, “Ninho da Serpente”, “Campeão” e “Maçã do Amor”.

Ele também fez um episódio de “Caso Especial” na TV Globo, em 1983, mas não deu sequência na profissão artística. Atualmente, Alexandre Raymundo trabalha como professor de matemática. A fama realmente não é para todo mundo!

Jason Bateman

jason
Acervo Pessoal /Stefanie Keenan/Getty Images

Nossa lista também tem atores internacionais que estrearam nas telinhas ainda pequenos. Jason Bateman começou a carreira artística com dez anos em anúncios televisivos. Em 1980, ele conseguiu o seu primeiro papel de maior destaque na série “Little House on the Prairie“, quando interpretou James Cooper, um órfão que é adotado pela família Ingalls, durante uma temporada. Passadas algumas décadas, Jason se tornou um dos mais premiados e desejados atores de Hollywood. Atualmente está na série Ozark, da Netflix.

Gary Coleman

MV5BMTk1MjQwOTEzM15BMl5BanBnXkFtZTgwMjEwOTU1MTE@._V1_SY1000_SX652_AL_
NBC/NBC via Getty Images e Carlo Allegri/Getty Images for Game Show Network

Já Gary Coleman teve uma trajetória bem diferente. Ainda criança, ele ficou famoso após estrear na a série “Arnold” 1978. Na época, ele interpretava o papel de um negro adotado por um norte-americano branco e rico. Com o encerramento do programa, sua popularidade foi decrescendo e logo surgiram os problemas financeiros.

Pouco antes de sua morte, em 2010, ele pediu proteção financeira à Justiça, porque seus pais adotivos gastaram todo dinheiro que ele ganhou com o seriado. Antes disso, o ator tentou trabalhar como segurança em um shopping de Los Angeles para quitar as dívidas.